“Sem problemas” no Brasil, Eduardo Bolsonaro agora ataca o regime dos aiatolás [Irã]

Compartilhe agora

Com o objetivo de enganar os olhos da população, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, atacou as soberanias do Irã e da Venezuela.

O “Zero Três”, como é chamado por Jair Bolsonaro, acusa o Irã de armar a vizinha Venezuela com equipamentos pesados e sofisticados –como o drone Mohajer-2.

Não é a primeira vez que a “diplomacia” brasileira dá um “vacilo errado” –para usar a expressão o hip hop– com os iranianos.

Há um ano, a chancelaria do Irã pediu explicações à diplomacia brasileira sobre o posicionamento do Brasil frente aos acontecimentos, no Iraque, que culminaram com a morte do general Qassem Soleimani, comandante da Guarda Revolucionária do Irã. Soleimani foi atingido por um míssil norte-americano nos arredores de Bagdá.

O Irã ocupa 23ª posição no Ranking de Exportações Brasileiras, o que representa 1,03% do que o Brasil exporta para o mundo. Os principais produtos exportados para o país asiático são: milho, soja, farelo, carne bovina, açúcar, fumo em folhas, etc.

Já a Venezuela, também sempre hostilizada por Eduardo Bolsonaro, é o 56º colocado como país para onde o Brasil exportou seus produtos no ano de 2019, com uma participação de 0,2% nas exportações. Os principais produtos exportados são do gênero alimentício.

Mas, como foi dito no título deste post, parece até que o Brasil “não tem problemas” internos e agora vamos dar pitacos em assuntos de outros países.

Que tal o “Bananinha” ajudar e pedir a seu pai que comece a vacinar já o povo brasileiro? Fica a dica.