Projeto de deputado do PSL desobriga templos religiosos de cumprir medidas para o enfrentamento da Covid-19

Compartilhe agora

Um projeto de lei, que tramita na Câmara dos Deputados, desobriga os templos religiosos de cumprir as medidas adotadas pelo poder público para o enfrentamento da pandemia de Covid-19, doença que já matou mais de 170 mil pessoas no País.

Na prática, o projeto exclui os templos religiosos de qualquer legislação ou norma que vise dificultar ou limitar a liberdade religiosa, de culto e a reunião de fiéis, mesmo que isso contrarie orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e determinações do poder público, como a obrigatoriedade do uso de máscaras e o distanciamento social.

“Propomos preservar um direito natural que está acima da tirania de qualquer que seja o governante, pois esses não estão acima de Deus e da fé”, diz o autor do projeto, deputado Heitor Freire (PSL-CE).

Mesmo reconhecendo que a pandemia provocada pelo novo coronavírus exige uma série de medidas para evitar que um número maior de pessoas seja infectado, Freire avalia que é preciso fazer ponderações quando essas medidas vêm de encontro a própria liberdade religiosa.

“Os próprios líderes religiosos têm plena capacidade de conduzir suas respectivas comunidades com os cuidados necessários em relação à pandemia”, argumenta.

Da Agência Câmara de Notícias

Bolsonaro volta a defender voto impresso: “O povo que quer”

Uma radiografia pós-eleição, por Jorge Gregoy

Ex-decano da Lava Jato pede revolta contra Bolsonaro “pela” vacina

Huck e Mandetta articulam frente de centro-direita para 2022

Vem aí Renan Calheiros para a presidência do Senado