Governo Bolsonaro não consegue comprar seringas, imagina as vacinas então…

Péssimas notícias. O governo Jair Bolsonaro fracassou até na compra de seringas para a vacinação. O Ministério da Saúde adquiriu menos de 3% desse equipamento necessário para a imunização, que ainda é uma miragem, um sonho de verão.

Se para comprar as seringas tem esse nível de dificuldade na Saúde, imagina então para adquirir as vacinas junto aos poucos laboratórios com a crescente demanda de países.

O mundo já começou a vacinar, mas Bolsonaro não vê pressa nisso, embora o Brasil tenha somado hoje (29/12) mais de 192 mil mortes desde o início da pandemia de Covid-19.

O Ministério da Saúde esperava comprar 331 milhões de seringas, porém, no pregão eletrônico, só conseguiu oferta para adquirir 7,9 milhões, o equivalente a 2,4% do que pretendia obter.

Se não tem seringas, imagina a distância da vacina então.

O ministro Eduardo Pazuello prevê iniciar a imunização em fevereiro, mas, para ele e Bolsonaro, desdizer é mais fácil do que trocar de camisa.

A Saúde explica que as seringas seriam destinadas à vacinação contra Covid-19 e Sarampo.

Não tem seringas, não tem vacinas.

Bolsonaro e Pauzello veem “ansiedade” dos brasileiros que querem se vacinar já.

Bolsonaro é o sabotador geral da República.