Datafolha diz que mais pessoas não querem se vacinar contra Covid-19

A campanha antivacina do presidente Jair Bolsonaro e de grupos fundamentalistas, a princípio, tem dado certo. De acordo com pesquisa Datafolha, mais pessoas são contrárias à vacina contra a covid-19 e a maioria dos entrevistados descarta o imunizante vindo da China.

Segundo o Datafolha, 22% dos entrevistados disseram que não pretendem se vacinar enquanto 73% disseram que vão participar da imunização —outros 5% disseram que não sabem. Pesquisa nacional feita em agosto apontava que apenas 9% não pretendiam se vacinar, contra 89% que diziam que sim.

O levantamento aponta que 33% dos brasileiros que dizem sempre confiar no presidente Jair Bolsonaro disseram que não vão se vacinar.

Acerca da “guerra das vacinas”, o Datafolha afirma 50% dos brasileiros dizem não acreditar na vacina importada da China. Por isso, emenda o instituto, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), tem se esforçado para chamar o imunizante CoronaVac de “Vacina do Brasil” ou “Vacina do Butantan”.

A pesquisa Datafolha foi realizada entre 8 e 10 de dezembro com 2.016 brasileiros adultos em todas as regiões e estados do país, por telefone, com ligações para aparelhos celulares (usados por 90% da população). A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Doria reage a confisco de vacina por Bolsonaro

Vacina versus armas de fogo

Bolsonaristas protestam em SP contra a obrigatoriedade da vacina