Câmara dos Deputados da Argentina aprova a legalização do aborto

A Câmara dos Deputados da Argentina aprovou nesta sexta-feira (11), com 131 votos a favor, 117 contra e 6 abstenções, um projeto de lei que legaliza o aborto no país. O texto, agora, será avaliado pelo Senado.

O projeto autoriza a interrupção da gravidez até a 14ª semana de gestação. Ele deverá ser feito no prazo de até dez dias do pedido.

Antes da votação, houve 20 horas de debates e discursos sobre o tema. Do lado de fora do prédio da Câmara, milhares de pessoas favoráveis ao projeto de lei fizeram uma vigília que atravessou a madrugada.

O projeto foi enviado ao Congresso pelo presidente Alberto Fernández, mas recebeu apoio de políticos que não compõem a base de governo.

LEIA TAMBÉM
Repasse do Fundeb para o Sistema S é imoral e inconstitucional

AI-5: bolsonaristas recuam de manifestações antidemocráticas após investigações no STF

PSOL pede que Procuradoria investigue filho 04 de Bolsonaro por tráfico de influência e lavagem de dinheiro

Em 2018, um projeto semelhante passou pelos deputados, mas rejeitado no Senado. Naquela ocasião, a margem da aprovação foi menor que a de hoje: foram 129 a favor e 125 contra.

Com informações do G1