Bolsonaro insinua que Doria é gay dizendo que governador usa ‘calcinha apertada’

O presidente Jair Bolsonaro, que se diz cristão, barbarizou na live de véspera de Natal ao insinuar que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), é gay ao afirmar que o tucano usa ‘calcinha apertada’.

“Eu quero o cidadão de bem armado. Com o povo de bem armado, acaba essa brincadeirinha de ‘vai ficar todo mundo em casa que eu vou passear em Miami’. Pelo amor de Deus. Oh… calcinha apertada! Isso não é coisa de homem. Fecha São Paulo e vai passear em Miami. É coisa de quem tem calcinha apertada. Isso é um crime”, atacou Bolsonaro.

O presidente ainda desacreditou as vacinas dizendo que não se responsabiliza por ninguém [se tomar o imunizante]. “Afinal, quem tem que se se responsabilizar por medicamento não sou eu”, disse. Na semana passada, Bolsonaro afirmou que não se responsabilizaria se uma pessoa que fosse vacinada virasse jacaré ou nascer barba numa mulher.

Numa transmissão de 20 minutos, além do ataque homofóbico contra Doria, o presidente Jair Bolsonaro ainda defendeu armar a população “de bem” e intensificou sua campanha antivacina. O mandatário tem difundido a cloroquina e vermicidas como profilaxia ao vírus, embora a Organização Mundial de Saúde (OMS) desaprove essas drogas porque elas são ineficazes no tratamento da doença SARS-Cov-2.

“Não vou aceitar uma vacina que não está devidamente comprovada, que está em fase, experimental. Não vou me responsabilizar. Pode ser que não aconteça nada. Pode ser que a vacina atinja seus objetivos. Eu não posso me responsabilizar”, declarou o presidente.

O governador João Doria foi alvo da fúria de Bolsonaro porque o tucano decretou lockdown (fechamento) do estado de São Paulo e partiu em férias para Miami, nos Estados Unidos. Diante da repercussão negativa, Doria voltou para o Brasil e, na defensiva, publicou um vídeo pedindo desculpas.

Após a live semanal, desta quinta-feira (24), o presidente Jair Bolsonaro e a primeira-dama Michelle Bolsonaro ocuparam a rede nacional de rádio e televisão. Na transmissão, Michelle roubou a cena pela desenvoltura diante das câmeras.

Assista ao vídeo com a live presidencial: