Bolsonaro diz que revista “IstoÉ” inventou que deputada expulsa do PSL era sua ex-mulher

Compartilhe agora

O presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais para tripudiar a revista IstoÉ, que, segundo ele, inventou uma ex-mulher para ele.

O mandatário aproveitou a “barriga” da publicação para se vitimizar: “Não se cansam de mentir, desinformar, fofocar, espalhar o ódio…”, disparou.

“Não adianta, não terão mais bilhões do contribuinte para propaganda oficial do Governo“, adiantou o presidente.

Bolsonaro afirmou que a velha mídia quer derrubá-lo para voltar “a mamar nos cofres públicos” com o dinheiro da publicidade.

A valentia do presidente ocorreu porque a “IstoÉ” publicou que a “ex-mulher de Bolsonaro” tinha sido expulsa do PSL.

Na verdade, a deputada Valéria Bolsonaro, do PSL, realmente foi expulsa do PSL de São Paulo. No entanto, ela é uma parente distante do presidente Jair Bolsonaro –não ex-mulher.

O avô do marido da parlamentar do PSL era irmão do avô de Bolsonaro.

Valéria Bolsonaro foi expulsa do PSL por “infidelidade partidária”. Ela teria divulgado um áudio, para correligionários de Americana, contra o senador Major Olímpio (PSL-SP), após ele nomear dirigentes da sigla na região.

Já a deputada expulsa se defende dizendo que foi perseguida por apoiar o presidente Jair Bolsonaro. “Sou mulher, apoio o presidente e nunca tive medo de enfrentar absolutamente nada”, disse.