URGENTE: PROFESSORES OCUPAM A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO PARANÁ; AO VIVO

Compartilhe agora

A APP-Sindicato, entidade que representa cerca de 100 mil educadores, informa que 300 educadores ocuparam a Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) na trade desta quarta-feira (18).

Segundo o sindicato do magistério, 28 mil educadores podem ficar desempregados devido ao edital contratação de PSS (temporários).

“Indignados com o descaso e desrespeito, educadores ocuparam o prédio administrativo da Alep e prometem sair somente após uma sinalização de atendimento da reivindicação”, diz em nota a APP-Sindicato.

O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), tem se negado atender os pleitos dos educadores.

Sádico, o governador destacou o secretário da Educação –Renato Ferder, que é contra a educação pública– para negociar com os educadores.

ASSISTA AO VÍDEO AO VIVO DIRETO DA ALEP:

A seguir, leia a íntegra da nota da APP-Sindicato:

Sob risco de 28 mil desempregados, educadores ocupam Alep

Desde ontem acampados na frente do Palácio Iguaçu, professores e funcionários de escolas estaduais exigem a revogação do edital de contratação de PSS (temporários).
O secretário da Casa Civil, Guto Silva prometeu para hoje uma resposta mas até o momento não houve contato.

Indignados com o descaso e desrespeito, educadores ocuparam o prédio administrativo da Alep e prometem sair somente após uma sinalização de atendimento da reivindicação.

Cerca de 300 pessoas estão desde a manhã de hoje na frente do Palácio Iguaçu e cerca de 40 delas passaram a noite acampados.

Na noite de ontem o governo atendeu pedido de um grupo de indígenas que reivindicava a suspensão da prova e da cobrança de inscrição porém manteve para demais professores, que agora exigem o mesmo tratamento.

Deputados atuam para que o governador reveja a posição, principalmente diante do aumento de casos e mortes por CoronaVírus Estado. A realização da prova prevista para o dia 13 de dezembro pode movimentar mais de 100 mil pessoas.

Veja o início da ocupação da ALEP