SP: Movimentos e coletivos negros lançam manifesto pelo voto em Boulos

Compartilhe agora

Organizações e coletivos do movimento negro lançaram manifesto em defesa do voto em Guilherme Boulos (PSOL) e Luíza Erundina (PSOL) para a prefeitura da cidade de São Paulo no próximo domingo (29). O documento, aponta que “Bruno Cova representa o projeto político genocida praticado há décadas pelo tucanato em São Paulo”.

“A aliança macabra entre Covas e Dória faz nosso povo sofrer, seja no espelhamento das políticas de segurança pública que fazem da guarda municipal tão violenta quanto a PM, sobretudo covarde no trato com pessoas em situação de rua e trabalhadores ambulantes, seja também nas políticas da assistência social, na precarização e terceirização de serviços públicos, na desvalorização do funcionalismo, nas politicas privatistas e de diminuição do estado de direito. O PSDB é germe do bolsonarismo que contaminou o país e que fez da população negra, mais uma vez, o principal alvo. Precisamos derrotá-los!”, diz um trecho do texto do manifesto.

Leia a íntegra do manifesto do movimento negro em apoio a Boulos e Erundina:

Para derrotar o PSDB e o Bolsonarismo em SP, Eleger Boulos e Erundina 50

2020 é um ano que ficará marcado na história como aquele da avassaladora pandemia de corona vírus, que até agora custou 170 mil vidas brasileiras e que em São Paulo, sob a gestão de Covas, matou mais de 14 mil pessoas, grande maioria nas periferias desassistidas da cidade. Mas é preciso lembrar que este ano também será lembrado como aquele em que milhões de pessoas ao redor do mundo forçaram um aprofundamento do debate público sobre o combate ao racismo sistêmico e suas consequências sociais. Um caminho sem volta foi aberto e futuros governos terão que diversificar racialmente secretariados e ministérios, reconhecer a competência política e profissional de lideranças negras e femininas para atuação em diversos níveis.

LEIA TAMBÉM:

Imprensa francesa repudia violência policial contra homem negro em Paris

Maradona é sepultado em cerimônia fechada com a família e amigos

Explode o desemprego nas vésperas do segundo turno das eleições 2020

O PSDB de Bruno Covas representa o projeto político genocida praticado há décadas por governos tucanos seja no nível municipal, seja nos momentos de dobradinha com governos estaduais, como é o caso agora, com Covas-Dória. Foi nesta gestão de Covas que a cidade de São Paulo presenciou, silenciosamente, o assassinato de 12 adolescentes vitimados pela ação violenta da polícia em repressão ao um baile Funk em Paraisópolis, há um ano. A aliança macabra entre Covas e Dória faz nosso povo sofrer, seja no espelhamento das políticas de segurança pública que fazem da guarda municipal tão violenta quanto a PM, sobretudo covarde no trato com pessoas em situação de rua e trabalhadores ambulantes, seja também nas políticas da assistência social, na precarização e terceirização de serviços públicos, na desvalorização do funcionalismo, nas politicas privatistas e de diminuição do estado de direito. O PSDB é germe do bolsonarismo que contaminou o país e que fez da população negra, mais uma vez, o principal alvo. Precisamos derrotá-los!

Neste segundo turno das eleições municipais em São Paulo, temos em Boulos e Erundina a possibilidade de virar o jogo e eleger uma gestão municipal comprometida com a vida do povo negro, que estabeleça como prioridade o enfrentamento ao racismo em suas mais diferentes expressões e intersecções. Para tanto, Boulos e Erundina devem caminhar lado a lado com os movimentos negros e periféricos, e reconhecer o movimento negro de São Paulo como força política consistente que é. É muito importante a criação de canais de diálogo, participação e construção real e por dentro, do próximo governo. A população negra organizada deve compor a gestão dos serviços públicos e da máquina pública a partir de pessoas negras orgânicas desses movimentos e suas pautas e reivindicações devem ser acolhidas.

A partir deste compromisso público junto às pautas dos movimentos negros, também sinalizadas em documentos orientadores da Coalizão Negra por Direitos e da Convergência Negra, convocamos todos aqueles que estão comprometidos com a luta antirracista, periférica, e de valorização da cultura popular a eleger Boulos e Erundina 50, e construir um amanhã preto, periférico e popular para a cidade de São Paulo!

Assinam

APNs – Agentes de Pastoral Negros do Brasil
Coletivo de Esquerda Força Ativa
EDUCAFRO – Educação e cidadania para Afrodescendentes e Carentes
CONEN – Coordenação Nacional de Entidades Negras
MNU – Movimento Negro Unificado
QUILOMBAQUE
UNEAFRO BRASIL
Jongo dos Guaianás
Cordão Carnavalesco Boca de Serebesqué
Ilé Odẹ Maroketu Àṣẹ Ọba
EMEF PROF. ENZO ANTONIO SILVESTRIN
Conem
APROPUC-SP
Bancada Preta
Movimento Sociocultural de Educação Popular Carolina Maria de Jesus em São Mateus
Jornal Empoderado
UNEGRO – União de Negros pela Igualdade
Agência Popular Solano Trindade
Anatorg – Associação Nacional de Torcidas Organizadas
Associação de Educadores da USP
Autor na Praça
Cia Corpos Outros
Cia Quatro Ventos
Coletiva FemiSistahs
Coletivo (In) Verso
Coletivo Morabeza
Coletivo Omonile
Mandata Quilombo Periférico – Camara Vereadores de SP
Ile Ase Omi Ewe Ajase
Caboclo Folha Verde
Ilé Ìyá Ódò Àse Aláàfin Òyó e Coletivo Acaçá Axé Odo
Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis!
Bloco Amigos do Gelo Futebol e Samba
Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo
Coletivo Sankofa
Comunidade Samba María Cursi – São Matheus
Cooperativa de Artistas
Cordão Carnavalesco Coba de Serebesqué
Fórum de Cultura da Zona Leste
Frente Mulheres que Movem Cidade Tiradentes
G.R.C Escola de Samba Príncipe Negro
Ilê Asè Alaketu Oju Iyewa
Ile ase egbe omi aje
Bloco do Beco
Ilé Àṣẹ Ìyálóde Osun Kare Ade Omi Aro
Egbe N’la Òṣògìyán Kolá
Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Limeira
Rebelião Negra
Coletivo Mulheres Pretas no Poder
Corpo Rastreado
Defend Democracy in Brazil Committee NY
Ile Axe ayedum
Ile oluaiye axé alaketu
Instituto do Gueto
Jongo dos Guaianás
Jornal Voz da Leste
LoveCT Inclusão e Resgate Skateboarding
Núcleo Teatral Filhas da Dita
Preto Pensamento
Sem condições futebol e samba
Usina dos Atos
Wapi Brasil
Marcha de Mulheres Negras de SP
ALMA PRETA Jornalismo
Mandata Quilombo da Deputada Estadual Erica Malunguinho
Coletivo Paulo Freire
FEMEISP
Conspiração Socialista
Boletim Antídoto
Coletivo CPQ
Coletivo Samba Quilomba
Movimento Urbano de Agroecologia – MUDA