Ramires não é mais jogador do Palmeiras: “Minhas motivações são pessoais”

Compartilhe agora

Palmeiras e Ramires decidem pela rescisão de contrato em “comum acordo”. A conversa entre as partes foi considerada bastante amigável.

O Palmeiras anunciou a rescisão de contrato com o volante Ramires. Segundo o comunicado do clube, a saída ocorreu em “comum acordo”. Ele foi contratado no ano passado e ainda tinha dois anos e meio de vínculo.

Ramires procurou a diretoria do Palmeiras recentemente para discutir uma possível saída, alegando motivos particulares. O meio-campista também nunca conseguiu se firmar e estava insatisfeito com as críticas que vinha recebendo nos últimos tempos. Ambas as partes passaram a negociar no início da semana e chegaram em um acordo na tarde de ontem (27).

Leia o que Ramires publicou na sua rede social nesta manhã:

“Como a maioria de vocês já deve saber, decidimos, eu e a direção do Palmeiras, que seria bom para ambas as partes a finalização do meu vínculo com o clube, o que aconteceu da forma mais amigável e tranquila possível. Minhas motivações são pessoais e relacionadas com situações que prefiro não expor nesse momento. Estou aqui apenas para agradecer ao Palmeiras, a toda direção, pela maneira profissional e correta que me tratou, e aos meus companheiros, pela amizade, carinho e respeito”, escreveu o jogador de 33 anos.

O atleta de Seleção Brasileira também não deixou de agradecer técnico Abel Ferreira, que chegou ao time recentemente.

“Não poderia deixar de expor nesse momento a minha gratidão especial ao treinador Abel Ferreira por tudo que ele fez por mim no breve período em que estivemos juntos. Obrigado por me possibilitar mostrar que com sequência e confiança eu posso acrescentar onde quer que eu jogue no futuro. Estarei na torcida para que tudo dê certo para o clube nesse restante de temporada. Um grande abraço e fiquem todos com Deus”, concluiu.

Ao todo, o volante deixa o clube com 45 jogos disputados, um gol e um título conquistado – o Campeonato Paulista deste de 2020.