Projeções nas torres do Congresso Nacional relembram desastre ambiental em Mariana

Nesta quinta-feira (5), quando completam 5 anos do desastre de Mariana (MG), será projetada nas torres do prédio principal do Congresso Nacional a frase “Reparação do Rio Doce”.

A projeção foi sugerida pelo deputado Rogério Correia (PT-MG), que como deputado estadual em Minas Gerais na época, acompanhou as investigações do caso.

Relembre
O desastre ambiental em Mariana ocorreu no dia 5 de novembro de 2015, por volta de 16h20, quando a barragem de rejeitos de Fundão, de propriedade da Samarco Mineração, rompeu-se e derramou 34 milhões de m³ de lama sobre o vale de um subafluente do rio do Carmo, que deságua no rio Doce.

Nos 16 dias seguintes, a lama percorreu mais de 600 km e chegou à foz do Rio Doce, no oceano Atlântico, matando a fauna e a flora da região e comprometendo o abastecimento de água de várias cidades do Espírito Santo e Minas Gerais.

No total, a lama matou 19 pessoas e desalojou ou desabrigou outras 1.640.

Da Agência Câmara

Após crise de choro, Eduardo Bolsonaro devaneia: ‘Bolsonaro e Guedes reconstroem a economia’

Eleições nos EUA: Campanha de Trump deve abrir processo para contestar votos em Nevada

Bolsonaro tenso com a confirmação da vitória de Biden