Jornalista da Globo diz que a Anvisa virou ‘Agência de Vigilância Ideológica’

O jornalista Octavio Guedes da GloboNews escreveu no Twitter que a “Agência de Vigilância Sanitária virou Agência de Vigilância Ideológica.”

A fala veio em comentário sobre a suspensão dos testes da vacina chinesa CoronaVac que estão sendo feitos pelo Instituto Butantan determinado pela Anvisa.

Apesar de todas explicações dadas pela Anvisa, paira a dúvida de que o processo está politizado; principalmente por parte do presidente Bolsonaro.

Depois que a Anvisa suspendeu os testes veio a informação que a morte de um dos voluntários não teve nenhuma relação com a vacina.

O presidente Bolsonaro considerou uma vitória pessoal a decisão da Anvisa de suspender os os testes em humanos da vacina chinesa Coronavac.

A interrupção foi determinada na segunda-feira (9) por causa de um “evento adverso grave”. A Anvisa não informou qual evento seria. De acordo com a agência, esse evento adverso ocorreu em 29 de outubro.

Pelo Fecebook, o presidente Bolsonaro escreveu: “Morte, invalidez, anomalia. Esta é a vacina que o Dória queria obrigar a todos os paulistanos tomá-la. O Presidente disse que a vacina jamais poderia ser obrigatória. Mais uma que Jair Bolsonaro ganha.”

Bolsonaro comemora a suspensão dos testes da vacina chinesa Coronavac

Incidente com Coronavac no Brasil não tem relação com vacina, diz laboratório chinês Sinovac

URGENTE: Evento adverso que suspendeu testes da vacina chinesa Coronavac foi suicídio; afirma TV Cultura; assista