Felipe Neto é processado por vice de Covas, mas justiça rejeita pedido contra youtuber

O youtuber Felipe Neto foi processado pelo vice na chapa de Bruno Covas (PSDB), o vereador Ricardo Nunes (MDB), mas o juiz negou liminar ao candidato.

O vice de Covas é investigado por supostamente chefiar a Máfia das Creches no município de São Paulo.

Nunes acusou Felipe Neto de expor sua vida pessoal e de usar “golpe baixo”.

O motivo que levou o vice de Bruno Covas a processar o youtuber foi um tweet (abaixo), onde Felipe Neto relata informações divulgadas na imprensa.

O vice decidiu processar o youtuber na Justiça Eleitoral pedindo a exclusão imediata do post e direito de resposta, porém a sentença não foi favorável a Ricardo Nunes.

“As notícias jornalísticas juntadas com a defesa dão conta de que as afirmações realizadas encontrariam substrato em notícias jornalísticas amplamente divulgadas em veículos de comunicação”, sentenciou o juiz, rejeitando o pedido do vice de Covas.

Felipe Neto, em São Paulo, torce pela candidatura de Guilherme Boulos (PSOL).