Deputado calcula até 700 mortes após aglomeração em concurso no Paraná

Compartilhe agora

O deputado Requião Filho (MDB) publicou estudo dizendo que 700 poderão morrer após a aglomeração de 45 mil pessoas em um concurso para educadores PSS (regime simplificado), no Paraná, promovido pelo governo Ratinho Junior (PSD), cujas provas serão aplicadas no próximo dia 13 de dezembro.

“Covid pode infectar até 75% dos candidatos e matar 700 pessoas, em Prova PSS no Paraná. Quem você sacrificaria governador?”, questiona o parlamentar.

A morte de 700 pessoas, após a aglomeração de 45 mil, seria pior cenário possível –segundo deputado do MDB.

Na simulação de Requião Filho, utilizando um site de inteligência artificial, ele ainda aponta um cenário “normal” com 200 mortos –após a aglomeração de 45 mil pessoas para fazer as provas durante a pandemia.

Para efeitos de cálculos, o deputado usou a média oficial de infectados e de mortes no Paraná.

“Você aceita isso, governador?”, inquiriu Requião Filho, indignado.

“Sai da toca [Ratinho], vem conversar comigo. Vem explicar para os deputados, educadores e a sociedade, por que você quer colocar a vida em risco de milhares de paranaenses”, espinafrou.

Assista ao vídeo:

Deputado do PT pede “Fora Ratinho” e presidente da ALEP encerra discussão; assista

Greve de fome: CUT alerta governo Ratinho sobre a gravidade da situação dos professores