Assembleia Legislativa continua ocupada por professores no Paraná

Professores e funcionários de escolas resolveram manter ocupação na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), que foi tomada por volta das 16 horas desta quinta-feira (18).

Governo de Ratinho Junior (PSD) ameaçou com rompimento do diálogo que, segundo educadores, nunca aconteceu durante a atual gestão.

Os educadores ocuparam na tarde de hoje o prédio da Assembleia Legislativa do Paraná após o governo sinalizar que não atenderia o pedido da categoria de suspensão da prova para contratação de professores PSS (temporários).

Na tentativa de buscar apoio de deputados, cerca de 100 pessoas continuam no prédio exigindo uma resposta do governo estadual.

Segundo a APP-sindicato, o contrato de quase R$ 4 milhões para a realização da prova foi feito sem licitação. Além disso, devido à pandemia, a prova seria um risco para a saúde de quase 100 mil pessoas que segundo o governo poderiam se inscrever.

A contratação de professores e funcionários por meio do PSS ocorre há 15 anos no Paraná e nunca foi realizada com prova e cobrança de inscrição. O pedido do sindicato foi sempre de ampliação de contratações via concurso público, já que todos os anos são cerca de 28 mil profissionais temporários contratados.

Assista ao vídeo:

URGENTE: PROFESSORES OCUPAM A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO PARANÁ; AO VIVO

Compartilhe agora