Advogado de Maradona pede investigação pela demora de ambulância

Matías Morla, advogado de Diego Maradona, reclamou e chamou de “idiotice criminal” o fato da ambulância demorar mais de meia hora para chegar ao local.

Matías Morla, advogado de Diego Armando Maradona, publicou em suas redes sociais nesta quinta-feira (26), que lutará por uma investigação sobre a morte do ex-jogador argentino de 60
anos
.

“É inexplicável que durante 12 horas meu amigo não tenha tido a atenção por parte do pessoal de saúde dedicado a esses fins. A ambulância demorou mais de meia hora para chegar, o que foi uma idiotice criminosa”, afirmou o advogado.

Além disso, na postagem, inicialmente Morla lamentou profundamente a morte do amigo e expressou sua dor por perder alguém tão querido para si.

Matías trabalhava com o cliente e amigo, Maradona há alguns anos, e, por muitas vezes, era um dos poucos autorizados a dar informações sobre o astro.

Leia o comunicado completo:

“Hoje é um dia de profunda dor, tristeza e reflexão. Sinto no meu coração a partida do meu amigo a quem honrei com a minha lealdade e apoio até ao último dos seus dias. Despedi-me dele pessoalmente e o velório deverá ser um momento íntimo e familiar.

Quanto ao relatório da Promotoria de San Isidro, é inexplicável que durante 12 horas meu amigo não tivesse atenção nem controle por parte do pessoal de saúde dedicado a esses fins.

A ambulância demorou mais de meia hora para chegar, o que foi uma idiotice criminal. Este fato não deve ser esquecido e peço que as consequências sejam investigadas até o fim. Como Diego me disse: você é meu soldado, atue sem piedade. Para definir Diego .

Para definir Diego neste momento de profunda desolação e dor posso dizer: foi um bom filho, foi o melhor jogador de futebol da história e foi uma pessoa honesta. Descanse em paz irmão.”

Homenagem do Blog: Filme Maradona, por Emir Kusturica; assista