Youtube remove vídeo de Fundação do Itamaraty por propagação de notícias falsas

O YouTube removeu de sua plataforma um vídeo da Fundação Alexandre de Gusmão, órgão ligado ao Ministério de Relações Exteriores, por violar os termos da plataforma.

Segundo o YouTube, o vídeo “A nocividade do uso de máscaras” foi avaliado como passível “de causar danos físicos graves ou morte”. O vídeo contém a fala do palestrante Carlos Ferraz, um negacionista da turma do presidente Bolsonaro.

Segundo o UOL, a Fundação tem realizado seminários questionando evidências científicas e colocando em suspeição a palavra de cientistas, médicos e jornalistas.

Basta ir ao canal da Fundação para perceber que há outros vídeos com o mesmo teor, falando do risco de se usar máscaras e do isolamento social. Vejam este:

O YouTube tem políticas claras sobre o tipo de conteúdo que pode estar na plataforma e não permite vídeos que incentivam atividades que possam causar danos físicos graves ou morte”, informou a plataforma por meio de nota.

Resumindo, pode contar mentiras, mas não pode pôr em risco a vida de quem assiste.

Com informações do UOL.

Compartilhe agora