Requião sobre o debate da Band: “batida de chuchu com açúcar”

Compartilhe agora

O ex-senador Roberto Requião (MDB-PR), uma espécie de coach eleitoral, chamou de “batida de chuchu com açúcar” o debate da Band em Curitiba.

O curioso é que o sobrinho do emedebista, o ex-deputado João Arruda (MDB), também participou do referido debate realizado nesta quinta-feira (1º).

Requião e João Arruda estão estremecidos desde 2016, quando o então deputado votou pelo impeachment de Dilma Rousseff (PT).

“Eu me arrependi de ter votado no impeachment”, disse ao Blog do Esmael o sobrinho de Requião.

O diabo é que Requião não perdoa a escorregada do ex-deputado. A condição de parente agrava a situação, inclusive.

Em conversa com o Blog do Esmael, o ex-senador garantiu que não votará no sobrinho João Arruda, mas ainda não declarou para quem dará o seu voto.

A aposta geral é que o senador seguirá seu filho, o deputado Requiãozinho Junior, cujo coração curitibano bate por Rafael Greca (DEM).

Greca, atual prefeito, foi secretário de habitação no governo de Requião e, durante cinco anos, seu assessor no Senado.

Os candidatos que participaram do debate da Band em Curitiba

  • Camila Lanes (PCdoB)
  • Fernando Francischini (PSL)
  • João Arruda (MDB)
  • João Guilherme (Novo)
  • Marisa Lobo (Avante)
  • Paulo Opuszka (PT)
  • Professor Mocellin (PV)

Requião diz que candidatos não têm coragem

Requião afirmou que assistiu a um “grupo de candidatos” no debate da Band– sem citar nome. “Dá a impressão que foi uma batida de chuchu com açúcar. Sem gosto, sem posições claras, de nenhum dos candidatos”, disparou.

“Aqui em Curitiba tem interesse das quadrilhas do transporte coletiva e o pessoal que querem privatizar a internet (informática) com os dados dos curitiba”, discursou em um védeo publicado nas redes sociais.

Requião foi prefeito de Curitiba entre 1986 e 1989. “Eu anulei as permissões anteriores”, lembrou.

“Nenhum teve coragem de perguntar ao prefeito”, criticou o velho emedebista, ao amaldiçoar aqueles que privatizam os serviços públicos.

O prefeito Rafael Greca, alegando perigo de contágio, não compareceu ao confronto.

Assista ao vídeo “Requião Especial Eleições 2020”: