Ratinho sofre com professores enquanto Requião pega a estrada rumo a 2022

Compartilhe agora

Esta quarta-feira, 28 de outubro, Dia do Servidor Público, está sendo uma data de luta no Paraná contra o governador Ratinho Junior (PSD). O movimento é puxado principalmente pelos professores, que ocuparam o Centro Cívico na manhã de hoje.

Enquanto Ratinho sofre com os professores e demais servidores o ex-senador e ex-governador Roberto Requião (MDB) decidiu pegar a estrada. De olho no Palácio Iguaçu, em 2022, o velho emedebista faz das palavras do publicitário João Santana um mantra para retornar pela quarta vez ao cargo de governador: ‘é muito improvável que Ratinho ganhe a eleição daqui a dois anos’.

Santana disse isso sobre o presidente Jair Bolsonaro, mas, nas hostes emedebistas, fala-se abertamente que Ratinho comeu da mesma alfafa que o inquilino do Palácio do Planalto, por isso, argumentam, o atual governador do Paraná –um bolsonarista– também tem uma lua de mel “frígida” com o eleitorado paranaense.

Assim como Bolsonaro, Ratinho Junior também vive numa bolha proporcionado pela pandemia e, ainda de acordo com a tropa de Requião, será um camundongo de papel na eleição de 2022.

Dito isso, Requião planeja pegar a estrada na reta final da campanha deste primeiro turno e grava centenas de vídeos para correligionários espalhados em todos os partidos. Nesta semana, por exemplo, o emedebista anunciou apoio ao ex-prefeito de Colombo, João DalPrá (PDT), que concorre a vereador na chapa de Sérgio Pinheiro (prefeito).

Requião governador em 2022

O clã Requião vai se ajustando para as eleições de 2022. O pré-projeto eleitoral da família consiste Requião concorrendo ao governo do Paraná; seu filho, Requião Filho, trocaria a Assembleia Legislativa por uma vaga no Senado; e João Arruda, caso não seja eleito à Prefeitura de Curitiba, disputaria entre uma cadeira na Câmara ou na Assembleia.

Ou seja, a família Requião ainda deixaria o cargo de vice-governador e suplente de senador, na majoritária, para negociar com partidos aliados.

Fórmula eleitoral dos Requião

  • Roberto Requião – governo do Paraná
  • Requião Filho- Senado Federal
  • João Arruda – Prefeitura de Curitiba, Câmara ou Assembleia Legislativa do Paraná

Nessa conformação política, o atual governador Ratinho Junior voltaria morar no município de Jandaia do Sul (PR), ou gerenciar da Rede Massa (afilada do SBT) ou ainda trabalhar como assiste de palco de seu pai, Ratinho, no SBT.

Assista ao vídeo de Requião fazendo campanha suprapartidária em Colombo

Leia mais sobre professores x Ratinho

Militarização de escolas vira caso de Justiça no Paraná

Professores x Ratinho Jr; educadores lideram revolta de servidores públicos contra governador do PR

Autoridade se conquista, não se impõe

Ratinho Jr. vai militarizar 215 escolas públicas no Paraná, entidades são contra