Que fim levou Aécio?

Compartilhe agora

O deputado Aécio Neves (PSDB-MG) tomou chá de sumiço. Fugiu, desapareceu, escafedeu-se. Ninguém sabe onde anda o tucano.

Aécio é um dos principais responsáveis pela atual crise e confusão mental no País.

O então senador do PSDB mineiro, em 2014, concorreu e perdeu a eleição presidencial de Dilma Rousseff (PT). Não reconheceu o resultado das urnas e, partir daí, iniciou-se uma jornada pelo golpe de Estado que a derrubou em 2016.

Aécio Neves e o PSDB entregaram o poder para Michel Temer (MDB), que, ato contínuo, passou a faixa para Jair Bolsonaro –um aventureiro que se associou à banca financeira. Esse movimento errático, contra a democracia, praticamente extinguiu os tucanos da cena política brasileira.

O ex-presidenciável do PSDB terminou investigado pela operação Lava Jato, em 2015, após ser citado em delação premiada que envolvia o doleiro Alberto Youssef.

Em 2016, foi a vez do então senador Delcídio do Amaral (PSDB-MT) acusar Aécio em deleção premiada homologada pelo STF.

O leitor acha que já acabou a peripécia de Aécio? Que nada.

Em 2017, Aécio Neves foi delatado pelos irmãos Joesley Batista e Wesley Batista, empresários da JBS, que apresentação gravação de 30 minutos em que o tucano pedia 2 milhões de reais em propina –sendo o Ministério Público Federal (MPF). Em maio desse ano, Andrea Neves, irmã de Aécio, foi presa pela Polícia Federal.

Pelas três vezes que foi envolvido em corrupção, inclusive com gravação, Aécio Neves tinha direito a música no Fantástico –programa dominical da TV Globo.

Mas a grande pergunta do leitor é: que fim levou Aécio?

Leia mais sobre Aécio Neves

Senado vai peitar STF pela democracia, não por Aécio Neves

STF libera acesso a Aécio Neves a delações premiadas em investigação

Supremo Tribunal Federal tem de quebrar sigilos dos laranjas de Aécio Neves

Globo prevê final “inesquecível” para Beto Richa, semelhante ao de Aécio Neves

Em nota, PT afirma que ‘Aécio Neves defronta-se com o monstro que ajudou a criar’

Magoado com a derrota de Aécio, FHC declara guerra a Dilma e ao PT

3º turno: PSDB de Aécio questiona reeleição de Dilma no TSE