Prêmio Nobel da Paz foi para… a luta contra a fome no mundo

O programa da ONU de combate à fome foi o grande vencedor do Prêmio Nobel da Paz de 2020, anunciado nesta sexta-feira (9).

A premiação tem um sotaque brasileiro porque a a FAO (Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação) foi dirigida por José Graziano, entre 2012 e 2019, quando a entidade implementou a experiência acumulada com o programa Fome Zero no Brasil.

O programa Fome Zero foi criado no governo do petista Luiz Inácio Lula da Silva.

A academia sueca disse que o Programa Mundial de Alimentos da ONU foi agraciado “pelos seus esforços para combater a fome, pela sua contribuição para melhorar as condições para a paz em áreas afetadas por conflitos e por atuar como força motriz nos esforços para prevenir o uso da fome como arma de guerra e conflito”.

A organização atua em situações de emergência e em países afetados por conflitos, onde há mais risco de desnutrição.

O porta-voz do Programa Mundial de Alimentos, Tomson Phiri, disse que o prêmio para a agência “é um momento de orgulho”.

O órgão ligado à ONU é a maior entidade que combate os problemas de fome e promove segurança alimentar no mundo –no ano passado, o Programa de Alimentos deu auxílio a quase um milhão de pessoas, em 88 países.

O vencedor do Nobel é decidido por um comitê eleito pelo parlamento da Noruega.

Veja como foi a cerimônia do Nobel da Paz 2020:

Compartilhe agora