Palmeiras 2 x 1 Ceará; invicto o Verdão se aproxima dos líderes do Brasileirão 

Com gols de Raphael Veiga e Willian, o Palmeiras vence o Ceará, segue invicto no Brasileirão e se consolida no G-4

Palmeiras venceu o Ceará por 2 x 1, neste sábado (3), no Allianz Parque, e se consolidou no G-4,  jogo válido pela 13ª rodada do Brasileirão.

O jogo foi bom, mas também não foi nada fácil para nenhuma das equipes.

Apesar  atuação de gala do goleiro Fernando Prass, com defesas importantes, ele não conseguiu evitar a derrota do time Alvinegro e o Verdão voltou a ganhar depois de três empates seguidos na competição e se mantém invicto (o único).

Raphael Veiga, aos 9 minutos do primeiro tempo, e Willian, aos 36 do segundo tempo, marcaram os gols que deram a vitória ao time do Palmeiras.

Eduardo Brock, aos 17 minutos do primeiro tempo, fez o gol do Vozão.

A vitória leva o Palmeiras aos 22 pontos, mesmo número do Internacional, mas com um jogo a menos, é o 3º colocado (o Atlético-MG, líder com 24, ainda joga na rodada).

O Ceará segue no meio da tabela, é o 12º colocado com 14 pontos.

O Palmeiras enfrenta o Botafogo na próxima quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Nilton Santos.

Na quinta, o Ceará vai à Arena da Baixada enfrentar o Athletico-PR, às 19h. Os dois jogos são válidos pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Ficha Técnica Palmeiras 2 x 1 Ceará

Data: 3 de outubro de 2020, sábado

Horário: 19h (de Brasília)

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)

Assistentes: Michael Correia (RJ) e Luiz Claudio Regazone (RJ)

Cartões amarelos: Danilo (PAL); Prass, Alyson, Charles e Victor Jacaré (CEA)

GOLS: Raphael Veiga, aos 9 minutos do primeiro tempo e Willian, aos 36 do segundo tempo (PAL); Eduardo Brock, aos 17 minutos do primeiro tempo (CEA)

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Gustavo Gómez e Viña; Patrick de Paula (Danilo), Bruno Henrique (Ramires) e Raphael Veiga; Wesley (Luan), Rony (Scarpa) e Willian (Gabriel Silva). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

CEARÁ: Prass; Eduardo, Tiago, Brock e Alyson (Kelvyn); Fabinho, Charles, Felipe (Ricardinho) e Wescley (Lima); Leandro Carvalho (Victor Jacaré) e Cléber (Rafael Sóbis). Técnico: Guto Ferreira.