O ‘prefeito perfeito’ existe ou é uma figura literária?

A 20 dias de os eleitores escolherem os novos prefeitos em 5.570 municípios brasileiros muitos dos 147 milhões de cidadãos aptos a votar ainda têm dúvidas. E com razão.

A primeira pergunta que vem à cabeça é: existe o ‘prefeito perfeito’?

Contribui para essa incerteza a falta de debates nas eleições municipais de 2020. Nunca antes o País votou às cegas, sem conhecer melhor seus candidatos, sem ao menos saber direito quem está concorrendo a prefeito e vereador.

As emissoras de televisão e rádio, com a anuência do TSE, cancelaram os confrontos no primeiro turno.

Voltemos à pergunta central: o ‘prefeito perfeito’ existe ou é uma figura de literária, de ficção?

Segundo as redes sociais, o ‘prefeito perfeito’ existe e ele se chama Sérgio Meneguelli (Republicanos), do município de Colatina (ES), que tem cerca de 120 mil habitantes.

Meneguelli ganhou o título de ‘prefeito perfeito’, na internet, porque pelo seu jeito autêntico, rejeitando pompas e circunstâncias do cargo, dispensa terno e gravata. Anda de bike pelas ruas da cidade e mete a mão na massa quando o assunto é trabalho. Ele prefere ser chamado de Serginho.

O prefeito de Colatina não irá disputar a reeleição, mas, segundo pesquisas, sua gestão tem 64% de aprovação no município capixaba.

O jeito de o ‘prefeito perfeito’ administrar a cidade tem aprovação ainda maior, 73%, de acordo com o Ibope.

Antes de virar o ‘prefeito perfeito’, Serginho foi vereador em três mandatos consecutivos, de 2005 a 2016.

Case de sucesso, o ‘prefeito perfeito’ virou coach (técnico). Ele dá palestras Brasil afora durante esta eleições 2020.

O ‘prefeito perfeito’ já trocou de partido [ele era do MDB] e cobra pelas sessões de coach.

Compartilhe agora