Mourão será rifado da vice de Bolsonaro em 2022. Vem aí o “Véio da Havan”

Compartilhe agora

A Folha garante nesta segunda-feira (19) que o vice-presidente general Hamilton Mourão (PRTB) será preterido em 2022, isto é, ele será substituído na chapa de Jair Bolsonaro para concorrer à eleição.

Segundo o jornalão paulistano, general Mourão irá concorrer ao Palácio do Piratini, sede do governo do Rio Grande do Sul, hoje ocupado pelo govenador Eduardo Leite (PSDB).

A estratégia política de Bolsonaro, pela lógica da Folha, seria atacar as trincheiras tucanas com vistas às eleições de 2022.

O PSDB só elegeu governadores em São Paulo (João Doria), Rio Grande do Sul (Eduardo Leite) e Mato Grosso do Sul (Reinaldo Azambuja).

Além da questão político com os tucanos, o jornalão afirma que Bolsonaro irá escolher outro nome para a sua chapa eleitoral porque não conseguiu estabelecer uma relação de completa confiança com o militar.

Ainda de acordo com a Folha, Bolsonaro asseverou que é preciso encontrar uma solução para o posto de vice-presidente e acrescentou que Mourão de novo “não dá”, segundo os relatos.

O empresário Luciano Hang, o Véio da Havan, um dos nomes lembrados para a vice na chapa de reeleição de Jair Bolsonaro.

Leia mais sobre Mourão

PSOL inclui Mourão em denúncia à Corte Interamericana de Direitos Humanos por insulto a vítimas da ditadura

Em carta a Mourão, 8 países da Europa dizem que desmatamento dificulta comércio com Brasil

Julgamento da chapa Bolsonaro/Mourão deve ocorrer ‘o quanto antes’, diz novo corregedor-geral do TSE

Leia mais sobre o Véio da Havan

Boneco do Véio da Havan assustou as crianças e é usado de espantalho na zona rural

Após misterioso sumiço, ‘Véio da Havan’ reaparece em público ao lado de Bolsonaro

Justiça manda Twitter derrubar conta do ‘Véio da Havan’ e de mais 15 bolsonaristas

Véio da Havan é o próximo a ser preso pela PF, sugere Requião