Jandira Feghali comemora a Mariah Carey ‘comunista’

A cantora e compositora estadunidense Mariah Carey escreveu um artigo para a V Magazine incentivando os compatriotas a se registrarem e votarem. O voto não é obrigatório nos Estados Unidos.

A iniciativa conta com dezenas de celebridades e personalidades de diversas áreas.

Em seu texto, Mariah abordou a pobreza e as mazelas do mundo capitalista. Na frase que mais chamou a atenção, ela disse:

“Fomos socializados para acreditar que a pobreza é um fracasso pessoal, e não dos nossos sistemas”. Ora, ela desvendou a chave da tal meritocracia capitalista.

A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) se solidarizou com o raciocínio da mega estrela da música: “Bem vinda, Mariah.” Escreveu a comunista.

Mas as palavras de Mariah não foram impunes. Logo ela foi taxada de “comunista”, que nos EUA pode soar como um xingamento… Surgiram memes como o da postagem, colocando a cantora ao lado de Lênin, Engels e Marx. Excelente companhia.

Como disse Ernesto Che Guevara: “Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros.”

Portanto, Mariah, somos companheiros. Só não me peça para ouvir suas canções…

O texto da V Magazine está neste link (em inglês).

LEIA TAMBÉM

Jornal Britânico relata planos de atentados terroristas da direita na Bolívia

Donald Trump foge de debate à distância com Joe Biden

Uma mosca pousa na cabeça do vice de Trump e inseto vence o debate nos EUA

Editorial do New York Times defende voto em Biden contra Trump

Compartilhe agora