Governo Bolsonaro impulsiona TV Brasil na ‘guerra do futebol’ contra a Globo

A TV Brasil registrou, na noite de terça-feira (13), a maior audiência da sua história durante a transmissão da vitória da seleção brasileira por 4 a 2 contra o Peru. O jogo foi válido pela segunda rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022.

A emissora estatal ficou em 4º lugar na média nacional em pleno horário nobre, atrás apenas da Rede Globo, Record TV e SBT. Uma façanha da emissora estatal, que foi transformada em aparelho de propaganda do governo do presidente Jair Bolsonaro.

A cobertura do evento esportivo pela TV Brasil garantiu o disputado e cobiçado quarto lugar no ranking de emissoras de TV abertas. De acordo com dados preliminares do Ibope, a partida de futebol anotou média de 2,6 pontos, com direito a picos de 3,6 pontos e share de 4% de audiência para a estatal.

A TV Brasil ficou na frente da RedeTV! com 0,9, Cultura (0,8) e Band (0,7) e atrás tão somente da Rede Globo (27,7), da Record TV (7,8) e do SBT (7).

A TV Brasil fechou um acordo de última hora com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para transmitir a partida da Seleção Brasileira.

LEIA TAMBÉM:

Brasil faz 4 a 2 no Peru, mas foi Bolsonaro quem driblou a Globo

Se a média móvel de mortes caiu, que tal a Globo fazer os debates?

Flamengo venceu o Goiás nesta terça-feira e encostou no líder do Brasileirão

Uma nova regulamentação adotada pelo governo determinou que os direitos das transmissões de cada jogo devem ser negociados diretamente entre as emissoras e as federações do país anfitrião dos jogos.

Bolsonaro, além de fortalecer a Record e SBT, agora usa a TV Brasil na sua “guerra do futebol” contra a emissora da família Marinho.

A Rede Globo, ontem, sofreu mais uma bolada nas costas de Bolsonaro.

*Com informações do Observatório da TV

Compartilhe agora