Globo suspende debate de candidatos enquanto defende volta às aulas presenciais

A Globo foi a primeira emissora a anunciar que não realizaria debates entre os candidatos a prefeito neste primeiro turno. O Blog do Esmael informou isso em primeira mão no mês passado. O problema é que a TV dos Marinho alega risco de contágio entre os postulantes enquanto, em sua editorial, defende que educadores e crianças voltem às aulas presenciais em todo o país.

“Santa incoerência”, diria Robin ao homem-morcego –o Batman.

Não é somente falta de coerência da Globo, mas também falta de coração e humanidade nos donos da emissora de televisão carioca.

Por que as crianças e professores podem retornar às salas de aula superlotadas, mesmo com distanciamento, enquanto os candidatos a prefeito não podem expor que existem e quais ideias têm para a cidade? O que diferencia a educação da política? Nada, temos todos o mesmo DNA.

Em nota, Globo sugere que as eleições 2020 estão sob risco por causa da pandemia

MEC apresenta ‘kit volta às aulas’ presenciais na educação básica

Globo peita TSE ameaçando cancelar debates com candidatos a prefeito

Candidatos a prefeito se insurgem contra a falta de debates na televisão

SBT cancela debates do primeiro turno nas eleições 2020, diz comunicado da emissora de Silvio Santos

Se houver perigo de infecção, convenhamos, seria mais crível ocorrer nas salas de aula. Professores, alunos, funcionários, pais e diretores de escolas estarão mais tempo aglomerados e, portanto, mais expostos à doença maldita.

O papo da Globo não cola. Ela tem o hábito de fazer o que bem entende, a despeito das leis e do TSE. Em outras disputas majoritárias, por exemplo, a emissora não realizou debates argumentando “excesso” de candidatos. Ou seja, a cada eleição há uma desculpa esfarrapada.

A presidenta nacional do PT, a deputada Gleisi Hoffmann (PR), nesta semana, pediu providências urgentes do TSE. Até agora, o presidente da corte eleitoral –ministro Luís Roberto Barroso– tem preferido ir atrás do tiozinho que compartilha notícia no zapzap a enfrentar as emissoras de televisão.

O candidato do PCdoB à Prefeitura de São Paulo, Orlando Silva, também protestou pela ausência de debates nas eleições deste ano.

Compartilhe agora