Datafolha finca uma “estaca” no peito de Crivella no Rio

O instituto Datafolha, cliente da Globo, acha que ficou uma “estaca de cruz” no peito do prefeito do Rio, Marcelo Crivella (Republicanos), ao divulgar nesta sexta-feira (9) a rejeição do político entre os evangélicos.

De acordo com a pesquisa, a rejeição a Crivella entre evangélicos supera apoio no segmento religioso: 41% dos entrevistados não votariam em Crivella no primeiro turno em nenhuma hipótese.

Ainda, conforme o Datafolha, 28% dos eleitores que professam esse credo religioso declaram voto no prefeito, que é bispo licenciado da Iurd (Igreja Universal do Reino de Deus.

Datafolha: Paes lidera no Rio com 30%; Crivella tem 14%

Eduardo Paes (DEM), preferido da Globo, segundo o Datafolha, tem menos rejeição entre os eleitores evangélicos: 39%.

Uma virtual derrota de Crivella no Rio seria uma derrota do presidente Jair Bolsonaro e de seus filhos, que travam uma disputa de poder com a TV Globo.

O presidente não só filiou no Republicanos [partido do prefeito] o vereador Carlos Bolsonaro, o Zero Três, como também planeja ingressar na agremiação após a eleição de novembro.

O cenário de derrota de Crivella no Rio e de Russomanno em São Paulo, como imaginam os luas-pretas dos institutos de pesquisas, deixará Bolsonaro refém do PSL, legenda pela qual se elegeu e poderá depender para se reeleger em 2022.

Compartilhe agora