Ciro Gomes comunica que está curado da Covid-19 e já pensa na aliança com Lula

O ex-governador Ciro Gomes (PDT) comunicou nas redes sociais que está “efetivamente curado” da Covid-19 e, por isso, presume-se, ele já voltou a articular uma frente de esquerda com Lula e o PT visando 2022.

“Tenho muita alegria de comunicar a todas e todos que acabei de receber o último resultado de teste para Covid”, disse Ciro. “Estou definitivamente curado”, completou.

Ciro retornou da quarentena para o noticiário político nesta quinta-feira (29) não pela cura da doença, mas pela reunião secreta que ele teve com o ex-presidente Lula no começo de setembro. Lula e Ciro Gomes estiveram juntos na sede do Instituto Lula, em São Paulo.

O perspicaz cientista político Alberto Carlos Almeida, no Twitter, afirmou que Ciro Gomes deve ter percebido o destino que tiveram aqueles que brigaram com Lula e o PT: Cristóvam Buarque, Heloísa Helena, Marta Suplicy dentre outros. “E deve ter notado o caminho pela frente que têm os que não brigaram: Boulos, Flávio Dino …”

Além de ‘aparar as arestas’, eliminar mágoas passadas, os dois políticos comungaram das mesmas críticas contra o presidente Jair Bolsonaro. Eles consideram o mandatário inapto para o cargo, apontaram o desastre no enfrentamento da pandemia e na economia. A crise ganhou força com o desemprego, carestia e volta da fome no País.

Na última segunda-feira (26), o publicitário João Santana disse que Bolsonaro não ganha a eleição de 2022 nem que a vaca tussa arroz doce. O ex-marqueteiro do PT avaliou ainda que Lula seria o vice ideal para a esquerda voltar ao poder. “Lula perde sendo o cabeça de chapa, seja ganhando, seja perdendo a eleição”, afirmou Santana durante entrevista no programa Roda Viva.

Lula e Ciro Gomes juntos. Leia mais sobre isso

Lula e Ciro se reúnem com vistas às eleições de 2022; Bolsonaro treme em Brasília

[Ao vivo] Lula 75 anos. Lula vice de Ciro em 2022?

João Santana, ex-marqueteiro do PT, defendeu chapa Ciro e Lula em 2022 no Roda Viva

[Vídeo] Bolsonaro não se reelege em 2022, diz marqueteiro

Compartilhe agora