Casagrande sobre Robinho: ‘A sociedade tem que parar de aceitar sacanagem como qualquer coisa normal’

O ex-jogador de futebol e comentarista da TV Globo, Walter Casagrande, criticou no Globo Esporte desta sexta-feira (16) a contratação do atacante Robinho pelo Santos.

“Eu estou assustado com a sociedade brasileira. Não é um apedrejamento no Robinho. É o apedrejamento moral da sociedade brasileira. Não podem se inverter os valores. O Robinho está condenado a nove anos de prisão por violência sexual na Itália. Está recorrendo, mas neste momento é condenado”, afirmou Casagrande após a divulgação pelo Globo Esporte de trechos da sentença da justiça italiana.

“Então, eu estou assustado com o que acontece no Brasil. O Brasil solta traficante, o vice-líder [do governo Bolsonaro no Senado] é preso com dinheiro na cueca, a Carol Solberg, por se manifestar politicamente, sofre censura da CBV, o Santos contrata um jogador condenado por estupro”, acrescentou.

LEIA TAMBÉM
Ginasta Ana Paula, ex-medalhista do Pan do Rio, é encontrada morta em Toledo-PR

O viralatismo virou a doença infantil do bolsonarismo, diz Xico Sá

Lula foi o melhor presidente que o Brasil já teve, diz enquete

“Não estou preocupado com consequências de nada do que estou falando, porque estou falando fatos. Não estou inventando e não estou atacando ninguém. Só acho que a sociedade tem que parar de aceitar sacanagem como coisa normal”, disse Casagrande.

“E é isso o que estamos fazendo: aceitar sacanagem como qualquer coisa normal. Eu não aceito! Eu me posiciono e não estou preocupado. Sou um dos muitos que têm voz de resistência, e minha voz de resistência não vai se calar perante um absurdo desses”, concluiu o comentarista.


No início da noite desta sexta-feira, a diretoria do Santos e o próprio Robinho anunciaram a suspensão do contrato que ele assinou com o clube no último fim de semana.

Compartilhe agora