Bozo reage a pedido de impeachment com bloqueios no Twitter

Compartilhe agora

O presidente Jair Bolsonaro, também chamado de Bozo ou Birolilo, reagiu com fúria contra internautas que pediram seu impeachment nesta quarta-feira (28).

Bolsonaro bloqueou perfis que lhe questionavam sobre a privatização do Sistema Único de Saúde (SUS) e a deficiência no combate à pandemia.

“vcs tem o block do bozo??pq eu tenho e me orgulho disso”, comemorou uma internauta.

Outra relembrou que o próprio Bozo, ops!, presidente Bolsonaro, já defendeu o impeachment quando o governante só faz merda.

“O povo é soberano, quando ele pede impeachment, é porque o governante só faz merda”, escreveu Bolsonaro quando ainda era deputado. A postagem é de 8 de janeiro de 2015.

A tentativa por ora frustrada de privatizar o SUS fez bombar hoje as hashtags #ForaBolsonaro, #impeachmentDeBolsonaro #DefendaoSUS, #Bozo, dentre outras.

Os internautas tiveram a impressão nesta quarta que Jair Bolsonaro governa de acordo com os algoritmos das redes sociais. Conforme a repercussão da polêmica, que ele ventila, avança ou recua. No caso da privatização do SUS, o presidente foi massacrado durante o dia inteiro por todas as correntes ideológicas.

Lembrando o publicitário João Santana, na entrevista do Roda Viva, segunda-feira (26), o problema de Bolsonaro é que o estoque de patifarias e vigarices vai se esgotando.

Santana disse que será mais fácil uma galinha criar dentes do que Bolsonaro ganhar a eleição de 2022.

Está aí, hoje, a reação do Bozo para comprovar a tese. Ele bloqueou vários seguidores que pediam seu impeachment. São pessoas que furaram a bolha do coronavoucher para detonar a palhaçada do presidente.

Leia mais sobre a privatização do SUS

Bolsonaro revoga decreto sobre privatização do SUS

PT denuncia privatização do SUS em plena pandemia

Recado do Lula sobre o SUS: “é um patrimônio a serviço do povo brasileiro e não pode ser privatizado”

Privatização do SUS é vedada pela Constituição porque Saúde é um direito humano fundamental

Bolsonaro e Guedes começam a privatizar o SUS no meio da pandemia