Bolsonaro batiza 36 caças Gripen comprados pelo governo do PT

O presidente Jair Bolsonaro batizou nesta sexta-feira (23), Dia do Aviador, os novos 36 caças Gripen comprados ainda no governo de Dilma Rousseff (PT).

Bolsonaro esteve hoje na Base Aérea de Brasília para participar da solenidade, que também apresentou aviões de transporte KC 390 à Força Aérea.

“Fomos capazes de colocar no ar 2 vetores que podem transformar de forma irreversível [a FAB] na sua operacionalidade”, afirmou Bolsonaro, referindo-se aos aviões KC 390 e os caças suecos Gripen.

“Serão 36 aeronaves no processo, cujo diferencial é a transferência de tecnologia de forma dual, que poderá ser utilizado em outros setores da economia”, disse o presidente, sem citar que a compra das aeronaves se deu no governo da petista.

O avião de guerra tem tecnologia desenvolvida pela empresa sueca Saab. O contrato entre a firma e a FAB foi fechado em 2014, durante o governo de Dilma Rousseff.

O acerto incluiu treinamento de pilotos e mecânicos, além da aquisição de 36 caças. Também faz parte do contrato a transferência de tecnologia. A Embraer poderá fabricar aviões do tipo. O custo foi de US$ 5,4 bilhões.

O 1º avião chegou ao Brasil em setembro, via porto de Navegantes (SC). Voou pela 1ª vez em espaço aéreo brasileiro de Navegantes para a pista da Embraer, em Gavião Peixoto (SP).

O primeiro caça Gripen batizado por Jair Bolsonaro recebeu o nome de ‘Companheiro Gripen’ –em homenagem aos petistas.

Leia mais sobre política

Datena tem faniquito ao vivo com vídeo de Bolsonaro; assista

Datena e João Doria batem boca em entrevista; assista

Procurador da Lava Jato arrependido pede ‘Fora Bolsonaro’ em artigo publicado na Folha/UOL

Jornal Nacional, da Globo, estuda Lula no ar pedindo impeachment de Bolsonaro

Compartilhe agora