[Ao vivo] Mídia corporativa faz boca de urna para seus candidatos

Compartilhe agora

Sem assumir um lado claro, que seria mais honesto, a velha mídia corporativa brasileira retomou esta semana seu projeto de boca de urna.

A Globo, por exemplo, cuida do Rio. Lá a emissora faz boca de urna contra Marcelo Crivella. Torce por Eduardo Paes e Martha Rocha, mas teme a chegada de Benedita da Silva.

Em São Paulo, a Folha, é mais Bruno Covas. O prefeito do PSDB é sonho de consumo do jornalão, bem como o governador João Doria.

Diferente do que ocorre no Brasil, na eleição presidencial americana os jornais se posicionam abertamente. Não fingem ser neutros. O New York Times, o maior do mundo, no começo do mês se posicionou em um editorial.

Qual o problema ter posição? Nenhum. Seria mais honesto da parte da publicação.

O Blog do Esmael se orgulha de ser progressista e sempre fez questão de deixar isso bastante claro, embora seja uma página plural, suprapartidária e independente financeiramente. Nós não temos um banco por detrás de nós.