‘A República de Curitiba deu na República da Tubaína’, diz Flávio Dino

O governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB) foi ao Twitter nesta quarta-feira (7) para ironizar o ocaso da Lava Jato no governo de Jair Bolsonaro.

A República de Curitiba deu na República da Tubaína. A direita de toga e alguns aliados ingênuos fortaleceram a corrupção, ao pretexto de combatê-la. Não foi por falta de aviso. Agora, espero que ajudem a salvar o Brasil”, escreveu Dino.

A ironia de toda história é que Bolsonaro, após defenestrar o ex-juiz Sergio Moro, desmonta os braços da Lava Jato em seu governo para proteger sua família de investigações em curso e de futuras punições por diversos crimes de corrupção.

Em resumo, o governador maranhense bate na tecla certa em indicar que a Lava Jato provocou um grande desastre na institucionalidade do país em nome do combate à corrupção.

LEIA TAMBÉM:

Direita mantêm ataques contra Jair ‘Calheiros’ Bolsonaro

Kassio Nunes Marques é mais um suspeito de fraudar o próprio Currículo

Indicação de Kassio Nunes Marques ao STF é publicada no Diário Oficial da União

Lava Jato cumpre mandados de busca e apreensão contra funcionários e ex-funcionários da Petrobras no Rio

A Polícia Federal (PF) cumpre na manhã desta quarta-feira (7) três mandados de busca e apreensão na cidade do Rio de Janeiro, na 76ª fase da Operação Lava Jato.

A ação, batizada de Sem Limites III, investiga o suposto pagamento de vantagens indevidas a funcionários e ex-funcionários da Gerência Executiva de Marketing e Comercialização da Petrobras entre os anos de 2009 e 2013.

Segundo a PF, “as medidas cumpridas nesta data têm, dentre outros objetivos, fazer cessar a atividade delitiva, aprofundar o rastreamento dos recursos de origem criminosa (propina) e a conclusão da investigação policial em todas as suas circunstâncias”.

Os alvos dos mandados, que não tiveram seus nomes revelados, são acusados pelo Ministério Público Federal (MPF) de terem praticado os crimes de corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Compartilhe agora