Verdão x Mengão; será que um novo surto de Covid-19 no futebol está por vir?

O Flamengo está querendo “fugir” da partida marcada para o próximo domingo (27), às 16h, contra o Palmeiras no Allianz Parque, pela 12ª rodada do Brasileirão.

Com o surto de Covid-19 no elenco e na comissão técnica –mais de 30 casos confirmados de contaminados pelo novo coronavírus na delegação, que viajou ao Equador para os jogos na Libertadores– o Flamengo solicitou junto ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) o adiamento da partida contra o Palmeiras pelo Brasileirão, que ainda está analisando o caso e tem o prazo de fazer isso até hoje (25).

A CBF alega que o time carioca não tem elenco suficiente para disputar a partida.

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, disse que é um “absurdo” manter o jogo contra o Palmeiras e vê problemas no protocolo da Conmebol que na sua visão é mais frágil do que o do Brasileirão porque os testes são feitos com um tempo maior antes das partidas.

Caso o jogo não seja adiado, o Flamengo terá 16 desfalques no elenco e um possível time para enfrentar o Palmeiras é: César; João Lucas, Natan, Noga e Ramon; Thiago Maia, Gerson, Pepê e Arrascaeta; Lincoln e Pedro.

Vale ressaltar, que o Rubro-negro carioca, foi o primeiro clube da Série A a defender a volta do futebol em junho deste ano, e como diz aquele ditado, hoje está
“pagando o preço” por isso.

O Palmeiras

Os atletas do clube paulista, por outro lado, parecem não se preocupar com o surto de Covid-19 no elenco e quer jogar contra o Flamengo. Isso foi dito em uma carta contestando o Sindicato dos Atletas de São Paulo, que ameaça ir à Justiça para adiar a partida contra o Flamengo.

Nessa carta divulgada nesta quinta-feira (24), afirmam a vontade de entrar na quatros linhas e também dizem confiar nos protocolos da CBF. E ainda complementam, que o Sindicato não foi autorizado a representar o time para se posicionar sobre o tema.

O fato é que jogo ainda é uma incógnita, e deverá ser decidido se acontecerá ou não nas próximas horas.

Covid-19 no Brasil

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil tem 4.657.702 casos confirmados e 139.808 mortes por covid-19 nesta quinta-feira (24/09).

Compartilhe agora