Russomanno continua liderando pesquisa em São Paulo, diz Ibope

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro oficializar apoio à candidatura de Celso Russomanno (Republicanos), o Ibope divulgou pesquisa em que o apresentador de TV continua liderando a corrida pela Prefeitura de São Paulo.

De acordo com o instituto, Russomanno tem 24% das intenções de voto, à frente de Bruno Covas (PSDB), que busca a reeleição, com 18%. Em terceiro lugar, em empate técnico, Guilherme Boulos (PSOL) aparece com 8% e Márcio França tem 6%.

Na última sondagem da Paraná Pesquisas, em agosto passado, Russomano já estava na frente e apresentava praticamente a mesma intenção de voto apresentada hoje pelo Ibope.

Os demais candidatos à Prefeitura de São têm as seguintes intenções de voto, segundo o Ibope:

  • Joice Hasselmann (PSL): 2%
  • Arthur “Mamãe Falei” do Val (Patriota): 2%.
  • Andrea Matarazzo (PSD): 1%
  • Filipe Sabará (Novo): 1%
  • Jilmar Tatto (PT): 1%
  • Marina Helou (Rede): 1%
  • Levy Fidelix (PRTB): 1%
  • Vera Lucia (PSTU): 1%

A pesquisa do Ibope foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o nº SP-04089/2020. Foram entrevistadas 1.001 pessoas entre os dias 14 e 20 de setembro. O nível de confiança estimado é de 95%. A margem de erro é de 3% para mais ou para menos. O levantamento foi encomendado pela Associação Comercial de São Paulo.

Fantástico, da Globo, diz ter “bomba” sobre queimadas no Pantanal

Nas vésperas do discurso do presidente Jair Bolsonaro na ONU, o programa Fantástico, da Globo, promete levar ao ar neste domingo (20) uma “bomba” sobre as queimadas no Pantanal.

A 75ª Assembleia Geral da ONU trará duas pautas emergenciais este ano: o combate à Covid-19 e a mudança climática, ambos temas em que Bolsonaro se posiciona com negacionista, ou seja, nega que esses dois fatos impactam na vida das pessoas.

Segundo o Fantástico, hoje serão revelados detalhes do inquérito que investiga a origem criminosa das queimadas no Pantanal.

“Imagens de satélites mostraram o caminho do fogo. E a PF suspeita da ação criminosa de criados de gado na região”, diz a chamada para o programa desta noite.

Quanto à Assembleia Geral da ONU, os chefes de Estado e governo discursarão a partir desta terça-feira, 22 de setembro. O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, e o norte-americano, Donald Trump, serão os primeiros a falar.

Este ano, a pandemia de covid-19 obrigou a organização a realizar o debate geral de forma virtual.

Compartilhe agora