Jornal Nacional, da Globo, recebe disparos de Crivella; assista

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), em vídeo, afirmou neste sábado (12) que o Jornal Nacional, da Globo, age como partido de oposição.

Segundo Crivella, a Globo se ressente por não ter recebido R$ 150 milhões em publicidade e R$ 300 milhões em contratos irregulares, sem licitação, com a Fundação Roberto Marinho.

“Desvio de merenda escolar e estamos processando a Globo”, anunciou.

O prefeito disse que o JN tem a intenção de interferir no processo eleitoral de 2020.

De acordo com Crivella, não tem delação de doleiro nem conta no exterior. “Aliás, quem tem delação é a Globo”, disparou.

“Só no período eleitoral aparecem essas denuncias na Globo”, afirmou o prefeito, que garantiu não ter provas e ser

Crivella ainda aproveitou o vídeo para cobrar uma dívida da Globo, de R$ 33 milhões, relativos a IPTU e ISS atrasados. “Colocarei esse dinheiro para melhorar o sistema de saúde, que a emissora tanto critica”, prometeu.

Assista ao vídeo:

LEIA TAMBÉM

O Antagonista surta com os bolsonaristas nas redes sociais; confira agora

Convertido ao lavajatismo, o site de extrema direita O Antagonista começou a provar do veneno do bolsonarismo –que apoiou contra o PT nas eleições de 2018.

Nas redes sociais, os editores do site Antagonista, que também editam a revista eletrônica Crusoé, agora chutam a boca dos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e de seus filhos.

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), o Dudu Bananinha, de acordo com a página, é associado aos “vagabundos” que retuitam a planilha mostrando O Antagonista recebendo dinheiro da Secom (Secretaria de Comunicação da Presidência da República).

“Outro vagabundo bolsonarista retuitado por Eduardo Bolsonaro, o Dudu Bananinha”, escreveu no Twitter o site de extrema direita, ao referir-se a Italo Lorenzon, fundador do site bolsonarista Terça Livre, que lembrou do passado dos “Antas”.

“A famosa planilha da Secom, usada pela Campos Mello para acusar o Terça Livre de receber dinheiro público (35 reais), mostra repasses MUITO maiores ao @o_antagonista, à @revistaforum e ao @DCM_online”, comparou Italo.

Na defensiva, o site O Antagonista prometeu devolver centavo por centavo investido pelo Palácio do Planalto em mídia programática.

“A escumalha bolsonarista está divulgando que O Antagonista recebeu dinheiro da Secom, via mídia programática (Google)”, reagiu o site lavajatista. “Não importa a quantia, ela será devolvida”, registrou a página, indicando o valor de apenas R$ 49,09. “O governo também será comunicado formalmente para que nunca mais tente anunciar no site.”

Resumo da ópera: os moços de extrema direita, lavajatistas e bolsonaristas, perderam o foco; ambos são alvos da velha mídia corporativa que quer concentrar também, além da informação, os anúncios da mídia programática digital.