General Pazuello será efetivado como ministro do quartel da Saúde

Depois de quatro meses como interino no quartel da Saúde de Bolsonaro, e um mês após deixar o comando da 12ª Região Militar (Norte), o general Eduardo Pazuello será efetivado como ministro. A cerimônia de posse ocorrerá na quarta-feira (16).

Pazuello assumiu interinamente o comando da pasta em 16 de maio, em meio à pandemia do novo coronavírus no Brasil. Ele substituiu Nelson Teich que ficou um mês no cargo, após a saída Luiz Henrique Mandetta.

General do Exército, Pazuello é especialista em logística. O militar foi coordenador logístico das tropas do Exército durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Discreto, ele conseguiu não irritar Bolsonaro e ao mesmo tempo atender minimamente aos estados e municípios na lida com a pandemia. Seria injusto colocar os 132 mil mortos pela Covid-19 nas suas costas, mas ele também não cumpriu praticamente nenhum papel para que as mortes fossem evitadas.

É o jeito Bolsonaro de “governar”: Quando o Brasil mais precisou de um ministro da Saúde, ele colocou um general de logística, e manteve-o interino, para não incomodar.

Com informações da Agência Brasil.

LEIA TAMBÉM:

Jornal Nacional contra Lula

Deputados do PSOL pedem convocação de Ricardo Salles para explicar incêndios no Pantanal

Lava Jato ataca ex-presidente Lula com nova denúncia fake envolvendo o Instituto Lula

Covid-19: Brasil ultrapassa 132 mil mortes e registra 381 novos óbitos nesta segunda

O Brasil atingiu o número de 132.006 por Covid-19 e registra 381 novos óbitos nesta segunda-feira (14), segundo a atualização de dados do Ministério da Saúde.

Além disso, também foram notificados 15.115 novos casos da doença no país, com o total de infecções confirmadas atingindo 4.345.610. As contagens diárias tendem a ser mais baixas às segundas em função de um represamento de testes nos finais de semana.

Segundo país com maior número de óbitos por Covid-19 no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, e terceiro em quantidade de casos (abaixo dos EUA e da Índia), o Brasil tem verificado uma redução nos índices da pandemia.

Na última semana epidemiológica, o país registrou o menor número de casos desde meados de junho, além da menor somatória de óbitos desde meados de maio. Apesar da variação em alguns estados, com o aumento de casos de contaminação nos últimos dias.

Luiz Fux, presidente do STF, testa positivo para Covid-19

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux foi diagnosticado com a Covid-19. A informação foi divulgada pela assessoria da Corte nesta segunda-feira (14).

As informações sobre o estado de saúde de Fux indicam que ele está bem e decidiu procurar atendimento médico após ter apresentado aumento da temperatura corporal.

Fux tomou posse da presidência do STF na quinta-feira (10). Ele teve que cancelar a sessão inaugural no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por causa da doença.

De acordo com a nota da assessoria do STF, a suspeita é de que Fux possa ter contraído o novo coronavírus em almoço de confraternização familiar no último sábado (12). “O ministro seguirá os protocolos de saúde e ficará em isolamento pelos próximos 10 dias”, diz o texto.

O STF ainda informa que Fux passa pretende conduzir a sessão ordinária do Plenário na quarta-feira (16).