Crivella escapa do impeachment e leva desespero à Globo

A felicidade de um pode ser a desgraça de outro. Que o digam a TV Globo e o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), que vêm medindo forças e nesta quinta-feira (17) houve o desfecho do primeiro round.

A Câmara de Vereadores do Rio, por 24 votos a 20, rejeitou a admissibilidade do impeachment do prefeito Marcelo Crivella.

A denúncia feita pelo PSOL tinha como objetivo apurar se houve crime de responsabilidade no episódio que ficou conhecido como o “QG da Propina” — esquema de corrupção que, segundo o Ministério Público do Rio, movimentou milhões e contaria com a anuência do prefeito.

O denunciado seria afastado definitivamente do cargo pelo voto de dois terços dos membros da Câmara do Rio. Como o resultado da votação foi absolutório, o presidente da Câmara do Rio determinará o arquivamento do processo.

No plenário virtual, a discussão foi polarizada entre a oposição — sobretudo o PSOL — e os deputados da base governista.

Enquanto a oposição elencava detalhes da investigação do Ministério Público, o líder do governo na Casa, Dr. Jairinho (PSC), apelava para que os colegas aguardassem a próxima eleição.

“No momento atual, o processo está na fase de inquérito. Mas os colegas que me antecederam já condenaram o prefeito. O chefe do executivo não é investigado, nem denunciado. Então, peço que tenham um pouco de cautela porque o processo termina daqui a três meses e temos novas eleições”, apelou.

Escapando do impeachment, para o desespero da TV Globo, o prefeito Marcelo Crivella fica mais perto da “taça” da reeleição em 2020. Claro, ainda falta combinar com os eleitores.

  • Fantástico, da Globo, contra Crivella e a Igreja Universal do Reino de Deus
  • PSOL carioca protocola novo pedido de impeachment contra Crivella
  • Jornal Nacional, da Globo, recebe disparos de Crivella; assista
  • Crivella chama Globo de “lixo” e expõe em vídeo delação de Dario Messer; assista ao vídeo
  • Crivella é alvo de mandado de busca e apreensão no Rio
  • Globo sofre derrota para os Bolsonaro, reconhece Jornal Nacional

    O Jornal Nacional reconheceu na edição desta quarta-feira (16), à noite, que a TV Globo sofreu mais uma importante derrota para o clã Bolsonaro.

    Coube ao jornalista William Bonner, da bancada do JN, ler solenemente que o Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) manteve a liminar proibindo a TV de divulgar informações sobre a “rachadinha” do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro.

    “Desembargador mantém liminar que proíbe TV Globo de divulgar informações sobre inquérito”, disse Bonner na “escalada” do JN.

    A Globo se referia ao desembargador Fábio Dutra, do TJ-RJ, que negara recurso da TV Globo e manteve a censura imposta à emissora para divulgar informações sobre as investigações contra o senador Flávio Bolsonaro conduzidas pelo Ministério Público do Rio de Janeiro.

    Embora a Globo não seja solidária nunca, nem no câncer, o Blog do Esmael é contrário a qualquer tipo de censura. A liberdade de expressão é um direito de primeira geração conquistado ainda no âmbito do liberalismo, na Revolução Francesa, que precede o Estado Social.

    O presidente Jair Bolsonaro, a seu estilo, comemorou o triunfo do “Zero Um” sobre a Globo.

    “Os esquemas bilionários da Globo”, escreveu o presidente. “Corrupção para valer é com a família Marinho”, cravou Bolsonaro, recomendando uma reportagem da TV Record.

    Assista ao vídeo:

    Compartilhe agora