Auxílio Emergencial de R$ 300 a partir desta quinta enquanto arroz continua subindo

O governo do presidente Jair Bolsonaro começará pagar o Auxílio Emergencial reduzido de R$ 600 para R$ 300, a partir desta quinta-feira (17), enquanto o preço do arroz continua subindo nos supermercados.

De acordo com o Ministério da Cidadania, os beneficiários do programa Bolsa Família começam a receber de amanhã a primeira das 4 parcelas de R$ 300 do Auxílio Emergencial residual.

O pagamento dessa parcela para quem recebe o Bolsa Família segue até 30 de setembro, seguindo o número final do Número de Identificação Social (NIS).

O Auxílio Emergencial foi concebido no início da pandemia no valor de R$ 600, mas, no começo deste mês, Bolsonaro anunciou a redução pela metade.

Na época, o presidente era contra o valor. Ele e o ministro da Economia, Paulo Guedes, defendiam a ajuda de apenas R$ 200.

Na crise do aumento do preço do arroz, a equipe econômica e o presidente Bolsonaro disseram –equivocadamente– que o alimento subiu porque as pessoas começaram comprar demais. Eles alegaram que o mercado recebeu dinheiro demais e isso causou inflação.

Apesar de o governo ter editado a Medida Provisória reduzindo o Auxílio Emergencial para R$ 300, no Congresso Nacional fala-se em voltar o valor em R$ 600. Os parlamentares são bastante sensíveis em período eleitoral.

LEIA TAMBÉM

Bolsonaro vai ser operado na bexiga, mas amputação de pênis preocupa presidente

Bolsonaro vai ser operado na bexiga, mas amputação de pênis preocupa presidente.

O presidente Jair Bolsonaro vai ser operado nas próximas semanas para a retirada de um cálculo na bexiga, mas a preocupação do presidente com a amputação de pênis continua presente em sua pauta.

A nova cirurgia de Bolsonaro é para remover um ligeiro incômodo, o médico Antônio Macedo, responsável pelas últimas cirurgias do presidente.

Em entrevista à Reuters, o cirurgião disse que operação deve ocorrer em São Paulo e será conduzida por um médico urologista especialista nesse tipo de intervenção, de acordo com Macedo. Segundo ele, exames realizados pelo presidente constataram o cálculo.

“O presidente tem um cálculo na bexiga e isso incomoda por que é um corpo estranho que se mexe”, assegurou o médico presidencial.

Quanto à amputação de pênis, é uma piada surgida com a espirituosa manchete do jornal 1ª Linha — o jornal de negócios– que circula na região Oeste do Paraná.

“Falta de Higiene: amputação de pênis preocupada o presidente”.

A cirurgia de Jair Bolsonaro tem tudo para ser um sucesso, mas a amputação de pênis ainda preocupa o presidente…