[Ao vivo] Após acordo com a Lava Jato, a farra do pedágio continua no Paraná

Compartilhe agora

O Blog do Esmael entrevista na manhã desta quarta-feira (23) o deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), secretário-geral da Assembleia Legislativa do Paraná.

O parlamentar socialista foi um dos mais ásperos críticos do acordo de leniência da Lava Jato, há um ano, com as concessionárias de pedágio das rodovias paranaenses.

Pelo acordo, os usuários das rodovias teriam 30% de desconto na tarifa até um das pedageiras deixar de receber R$ 100 milhões.

Como isso será atingindo até o final deste mês, em breve o pedágio mais caro do mundo no trecho da BR-277 que liga Curitiba ao Litoral do estado.

A força-tarefa do Paraná vinha denunciando que o pedágio estava superfaturado em 400% nas rodovias do estado, porém, o acordo de redução provisória só previu desconto de 30% durante doze meses.

Com o fim do desconto, o valor passará a ser de R$ 21,70. As motocicletas, que no último ano pagaram R$ 7,60 de tarifa, passarão a pagar R$ 10,90.

Assista ao vídeo: