Robôs bolsonaristas pregam boicote ao PayPal para salvar Olavo de Carvalho

A PayPal é uma empresa de pagamentos pela internet que, após ser advertida pelo Sleeping Giants, encerrou a conta do guru do bolsonarismo, Olavo de Carvalho.

Olavo usava o serviço para receber pelos “cursos” que ministra para os militantes da extrema-direita. O Sleeping Giants é uma iniciativa que visa combater as “fake news” desmonetizando os canais de gente como Olavo, Sara Winter, Allan dos Santos e assemelhados.

Ao ter sua conta fechada pelo PayPal, Olavo terá dificuldades para receber pelo seu trabalho. Este serviço não é o única forma de receber pagamentos de outros países, mas o cancelamento pode ser o primeiro de vários, dificultando a vida de Olavo.

Enfim, os bolsonaristas não gostaram da decisão e estão pregando um boicote ao serviço.

O deputado Eduardo Bolsonaro é um dos que estão puxando o boicote:

“Após pedido da esquerda, a plataforma financeira @PayPal_BR excluiu o Professor @opropriolavo alegando conteúdo inadequado. Tal ato vergonhoso acaba com a fonte de renda honesta do Professor Olavo e cala liberdade de expressão. Reveja a decisão, @PayPal.”

Outras postagens vão no mesmo sentido:

@PayPal_BR atendeu ao pedido dos anônimos do Sleeping Giants e BLOQUEIU Olavo de Carvalho. Solicito que todos que usam o serviços da PayPal que BLOQUEIEM JÁ e mudem para PagSeguro, já que eles coloboram com boicote, vamos boicota-los.” Diz a Voz para Bernardo Kuster.

Os bolsonaristas estão levando mesmo a sério a questão. Tanto é que o exército de Robôs foi mobilizado e a hashtag #BoicotePayPal é o assunto mais comentado do Twitter nesta tarde de quinta-feira (6).

O próprio Sleeping Giants Brasil se manifestou sobre os ataques:

“Robôs estão tentando atacar a empresa que aplica os seus termos de uso (diferentemente de algumas) e ajuda a democracia. Por isso vamos ajudar a subir #ParabensPaypal?! ✊🏽#SleepingGiantsBrasil”

A iniciativa do Sleeping Giants é bacana, mas o ponto central das “fake news” que é o impulsionamento, o chamado Gabinete do Ódio. Para isso, é preciso que as redes sociais, em especial o Twitter e o Whatsapp, decidam cancelar as contas falsas, os ditos “robôs”.

Se esse exército não for combatido, as mentiras e os ataques continuarão a ser distribuídos e impulsionados como se fossem verdades.

LEIA TAMBÉM
Viés ideológico: Ministério de Damares prepara cartilha para ‘fortalecer’ o casamento

Efeito Bolsonaro-Guedes: Desemprego sobe para 13,3% no trimestre

João Doria tenta se descolar de secretário preso pela Lava Jato

Desembargador que humilhou guarda municipal volta ser flagrado sem máscara na praia