Polícia Federal de Londrina investigou o Sleeping Giants Brasil

O delegado Ricardo Filippi Pecoraro da Polícia Federal de Londrina, Paraná, abriu um inquérito policial em maio para investigar o grupo Sleeping Giants Brasil que denuncia Sites que propagam notícias falsas, principalmente bolsonaristas.

Ele queria a quebra do sigilo do perfil do Sleeping Giants Brasil, o que só poderia ser autorizado pela justiça caso houvesse indício de algum crime praticado através do perfil, o que não havia.

Segundo reportagem do Intercept Brasil, o delegado Pecoraro afirmou que “pode-se deduzir, segundo análise de inteligência policial, que há razoável possibilidade de que referido perfil sleeping giants possa ter tido acesso a informações sigilosas do Inquérito Policial que tramita no STF, e que as esteja usando para apontar a qualidade de propagadores de fake news a possíveis alvos investigados pelo STF e que lhe sejam previamente conhecidos”.

Mas ele não aponta nenhum indício de que isso tenha acontecido e nem como chegou a essa conclusão.

Veja o comentário do deputado federal Ivan Valente (PSOL-SP) sobre o caso:

“Delegado da PF (Londrina) abriu inquérito contra @slpng_giants_pt, que tem feito ótimo trabalho de combate às fake news e discurso de ódio. Motivo? Denúncias contra sites bolsonaristas. O inquérito, interrompido, mostra que o Estado brasileiro está contaminado pelo bolsonarismo.”

O perfil do Sleeping Giants Brasil atua alertando as marcas e empresas de que seus anúncios estão aparecendo em páginas de conteúdo falso e pede que essas empresas parem de anunciar e de sustentar esses canais. Muitas vezes a estratégia funciona e os produtores e disseminadores de notícias falsas acabam desmonetizados.

É uma maneira inteligente de combater páginas mal intencionadas. A ideia, na verdade, surgiu nos Estados Unidos, onde está o Sleeping Giants (Gigantes Adormecidos) original.

Por coincidência, Londrina abriga a redação do site bolsonarista Brasil Sem Medo, além de ser a cidade em que vive Bernardo Pires Küster e a base eleitoral do deputado federal Filipe Barros, do PSL.

É só ligar os pontos…

As informações são do Intercept Brasil

LEIA TAMBÉM