Haddad comenta ‘debandada’ na Economia: “Sem ministro da Saúde, sem equipe econômica, sem rumo”

O ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação, Fernando Haddad (PT), comentou na manhã desta quarta-feira (12) sobre a “debandada” na equipe econômica do ministro Paulo Guedes.

“Agora, estamos sem ministro da Saúde e sem equipe econômica. Sem rumo também”, escreveu o petista na rede social Twitter.

Nesta terça-feira (11), os secretários especiais do Ministério da Economia Salim Mattar (Desestatização) e Paulo Uebel (Desburocratização) pediram demissão.

LEIA TAMBÉM
Mais dois assessores abandonam Paulo Guedes no mato com Bolsonaro

Globo pressiona Guedes: ou privatiza ou caiu fora do governo

Marcha das Margaridas celebra os 20 anos com ato virtual

Ao falar sobre os pedidos de demissão dos secretários, Guedes reconheceu que houve uma “debandada” na pasta. Segundo o ministro, a saída de Salim e Uebel ocorreu porque eles estavam insatisfeitos com o andamento das privatizações e da reforma administrativa.

Com essas novas baixas, chega a sete o número dos integrantes da equipe econômica que deixaram o governo desde o ano passado.