Gleisi rebate PSB e reforça candidatura de Marilia Arraes no Recife

A presidenta do PT, Gleisi Hoffmann (PR), rebateu uma crítica de Carlos Siqueira, presidente do PSB, dizendo que o PT só pensa em si.

Carlos Siqueira declarou: “Entre o PT e o Brasil, o PT sempre ficou consigo mesmo, é o vetor da divisão na esquerda. Não estaremos com ele em lugar nenhum nestas eleições”; conforma publicou o Estadão.

Gleisi rebateu: “Foi pensando no Brasil que o PT abriu mão de lançar Marília Arraes e apoiou o PSB ao governo de Pernambuco em 2018. Mas parece que para o PSB a esquerda só pode se unir se apoiar o candidato deles à prefeitura do Recife.”

É verdade que o PT tem fama de hegemonista por ser maior que os outros partidos do campo progressista, mas sempre há exceções.

LEIA TAMBÉM
“Zema covarde” vai ao topo do Twitter após ação policial contra o MST

Lei Aldir Blanc: Artistas e profissionais ainda esperam liberação dos recursos

Bolsonaro promove aglomero em Belém (PA); assista ao vídeo

Deputada Natália Benevides está com a Covid-19

A deputada Natália Bonavides (PT-RN) anunciou nesta quinta-feira (13) pela sua conta no Twitter que está com a Covid-19.

Ela escreveu:

“Pessoal, recebi há pouco o teste que fiz para covid-19 e o resultado foi positivo. Estou com sintomas leves, mas estou bem. Ficarei isolada e precisarei de alguns dias de descanso. Espero estar 100% logo, de volta com toda a disposição para nossas lutas 😘✊ #ForaBolsonaroEMourao”

LEIA TAMBÉM
“Zema covarde” vai ao topo do Twitter após ação policial contra o MST

Lei Aldir Blanc: Artistas e profissionais ainda esperam liberação dos recursos

Bolsonaro promove aglomero em Belém (PA); assista ao vídeo

Covid-19: São Paulo pode pedir liberação emergencial para vacina chinesa

A vacina chinesa CoronaVac, desenvolvida pela farmacêutica Sinovac Life Science em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo, pode ser submetida à liberação emergencial em outubro deste ano. A informação foi divulgada em uma coletiva de imprensa pelo secretário estadual da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn.

“Se nós consagrarmos e confirmarmos que essa vacina é segura, ou seja, mantém a característica de não levar a efeitos colaterais e produzir anticorpos por um período prolongado, altos e mantidos nos próximos três meses, aí sim, nós teremos a possibilidade, de forma emergencial para a Anvisa que haja então a possibilidade de nós usarmos na população”, disse o secretário.

No momento, a vacina está na terceira e última etapa de testes no Brasil. Ao todo, 9 mil voluntários estão recebendo as doses e serão acompanhados por um ano. Porém, em três meses de aplicação – que foi iniciada em julho, já dá para avaliar sua eficácia.

Na fase 2 dos testes, os resultados foram positivos. Os voluntários chineses relataram apenas dor no local de aplicação e febre baixa.

China detectou o Coronavírus na carne de frango importada do Brasil

Autoridades chinesas anunciaram nesta quinta-feira (13) que detectaram o coronavírus na carne de frango importado do Brasil.

As amostras foram coletadas em asas de frango congeladas, informou em um comunicado a prefeitura de Shenzhen (sul), perto de Hong Kong. O vírus também foi detectado em camarões do Equador.

A China submeteu imediatamente a exames de diagnóstico as pessoas que tiveram contato com os produtos contaminados, assim como seus parentes. Todos os testes apresentaram resultado negativo, segundo o comunicado.

A contaminação do frango pode provocar uma nova queda das exportações brasileiras para a China. Em fevereiro de 2019, Pequim passou a aplicar por cinco anos tarifas antidumping ao frango brasileiro.

O Brasil é o maior produtor mundial de carne de frango, e era até 2017 o principal fornecedor de frango congelado para a China.

Nos últimos anos o país perdeu parte do mercado para Tailândia, Argentina e Chile, de acordo com a consultoria especializada Zhiyan.

A China – onde o coronavírus foi detectado pela primeira vez, no fim de 2019 – controlou em grande medida a epidemia, segundo os dados oficiais. Nesta quinta-feira, o país anunciou um balanço diário de 19 contágios. A última morte provocada pelo vírus aconteceu em maio.

O Brasil é o segundo país do mundo mais afetado pela Covid-19, atrás dos Estados Unidos, com mais de 104 mil mortes e 3,16 milhões de casos.

*Com informações do Portal Vermelho.