Frente fria de forte intensidade pode provocar neve no PR, SC, RS e sul de SP

Uma forte e intensa frente fria poderá provocar neve e chuva congelada nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, atingindo também o sul de São Paulo. O alerta é dos institutos de meteorologia MetSul e Climatempo.

A massa de ar polar vinda da Argentina vai provocar uma queda brusca na temperatura a partir de quarta-feira (19) em quase todo o país.

Segundo a MetSul Meteorologia, a enorme massa de ar polar tem potencial de ser um “evento histórico de frio e neve”. O fenômeno deve provocar ar gelado, nebulosidade e instabilidade em altas altitudes.

“A bolha de ar antártico avançará pela Argentina e vai atingir pela sua trajetória continental o Sul, o Centro-Oeste, o Sudeste e parte do Norte do Brasil, além de Paraguai, Bolívia, Uruguai, Peru e mesmo Equador, Colômbia e Venezuela”, diz o boletim da MetSul.

O instituto afirmou que as projeções de neve são diferentes e variam bastante a cada simulação feita. Algumas delas apontam para a ocorrência do fenômeno apenas em regiões onde já ocorre tradicionalmente, como os Aparados da Serra, na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, e o Planalto Sul Catarinense

No entanto, simulações feitas pela MetSul indicam que pode nevar de forma mais abrangente e em locais pouco acostumados a ver neve ou que não testemunham o fenômeno há décadas, como na região leste do Paraná.

Segundo a Climatempo, temperaturas abaixo de 0°C devem ocorrer no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, sul de Minas Gerais e nas áreas de grande altitude do sul do Rio de Janeiro, como Parque Nacional do Itatiaia.

Massas de ar frio fortes ocorrem virtualmente quase todos os anos no Sul do Brasil, mas esta será excepcionalmente forte e abrangente.

Portanto, amigos e amigas leitores do Blog do Esmael preparem os seus casacos, agasalhos, mantas e cachecóis que o frio vai chegar…

LEIA TAMBÉM

Dilma: Moro e Palocci foram desmascarados, o que fará o Poder Judiciário?

Tio estuprador da menina de 10 anos é preso em Belo Horizonte

Datafolha: Para 79% dos brasileiros, reabertura de escolas agravará a pandemia

Tio estuprador da menina de 10 anos é preso em Belo Horizonte

O homem que estuprou e engravidou a sobrinha de 10 anos no Espírito Santo foi preso durante a madrugada desta terça-feira (18) na região metropolitana de Belo Horizonte. A informação foi divulgada pela Polícia Civil capixaba.

Foragido, R. H. de J., de 33 anos, ex-presidiário, ele já chegou a cumprir pena por tráfico de drogas, associação criminosa e posse ilegal de arma. O novo mandado de prisão, por estupro de vulnerável, foi expedido pela 3.ª Vara Criminal de São Mateus, do Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJ-ES), na quarta-feira passada (12).

De acordo com a polícia, a prisão aconteceu na madrugada desta terça, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Os policiais civis capixabas estão voltando com o acusado para o Espírito Santo, mas não há previsão de quando ele chegará ao estado.

Grávida de cerca de 20 semanas, a criança interrompeu a gravidez em Recife, em Pernambuco. Ela já tinha desenvolvido diabetes gestacional. Com a descoberta da gestação, o tio da criança passou a ser investigado por estuprá-la desde os seis anos de idade.

Apesar de a legislação prever a interrupção da gravidez em caso de violência sexual, a jovem teria tido o atendimento negado na unidade de referência no Espírito Santo, estado onde mora e, por isso, precisou ir a Pernambuco para realizar a interrupção da gravidez.

Ao tomar conhecimento da vinda da criança, grupos reacionários de extrema-direita tentaram impedir o procedimento e se aglomeraram no domingo (16) em frente ao Centro Integrado de Saúde Amaury Medeiros Cisam.

O procedimento de aborto, amparado na lei, foi realizado sem problemas e a menina passa bem.

Mourão defende aborto de menina de 10 anos estuprada pelo tio pedófilo

O vice-presidente Hamilton Mourão se manifestou, nesta segunda-feira (17), sobre o caso da menina de 10 anos que realizou um procedimento para interrupção da gravidez, vítima de estupros praticados pelo tio pedófilo ao longo de quatro anos. Mourão defendeu o direito da criança, afirmando que “o aborto é mais que necessário, é recomendado”.

“Esse é um crime que foi cometido contra esta criança. O nosso Código Penal é claro, em casos como esse o aborto é mais que necessário, é recomendado. Como é que uma menina de 10 anos de idade vai ter um filho e vai criar um filho? Isso é um absurdo”, disse o vice-presidente em entrevista à BBC News Brasil.

O caso se transformou em uma batalha ideológica impulsionada por grupos bolsonarista de extrema-direita, que tentaram impedir o procedimento em manifestação na porta do hospital.

A situação da criança, que vinha sendo mantida em sigilo, só foi descoberta após a divulgação dos seus dados, assim como a localização do onde viria a realizar o aborto, pela militante bolsonarista, Sara Giromini.

No Recife, a vereadora Aline Mariano (PP) defendeu a criação de uma comissão para apurar e punir os responsáveis pelo vazamento das informações.

*Com informações do Diário de Pernambuco