Flordelis aparece ‘careca’ e viraliza nas redes sociais

A deputada federal Flordelis usa perucas desde que ganhou fama após aparecer em programas de TV e se tornar cantora gospel. No entanto, poucas pessoas viram a pastora sem as famosas perucas.

Neste fim de semana, a parlamenta decidiu revelar o segredo: Duas fotos da parlamentar foram publicadas nas redes sociais enquanto fazia o procedimento de troca de uma front lace, nome das perucas que usa. No registro, ela aparece quase careca, com várias partes do couro cabeludo aparecendo.

A identificação de Flordelis com as perucas é tão grande, que em eventos do seu ministério eram comuns fornecedores montarem estandes com a venda de modelos como os da pastora.

Além disso, a pastora mantém uma coleção de perucas que chega a custar R$ 8 mil e são da mesma marca usada por Beyoncé.

SAIBA MAIS SOBRE O CASO FLORDELIS

Flordelis faz vídeo em que ameaça testemunha sobre casa de swing; assista

Flordelis manteve relações sexuais com filho adotivo

Polícia suspeita que Flordelis e marido foram a casa de ‘suruba’ na noite do crime

Polícia diz que deputada Flordelis mandou matar o marido

LEIA TAMBÉM:

Flordelis: ‘Não estou preparada para ser presa e não vou ser’

A deputada federal Flordelis deu sua primeira entrevista após ser denunciada como responsável por mandar matar seu marido, o pastor Anderson do Carmo. “Não estou preparada para ser presa e não vou ser. Sou inocente e tenho certeza que minha inocência será provada nos próximos dias”, disse para o jornalista Roberto Cabrini, do SBT.

Flordelis negou as suspeitas que mandou matar Anderson porque não podia se separar dele. “Isso não existe. Não existe ‘escandalizar o nome de Deus’. Se eu tivesse que me separar, eu me separaria”, afirmou.

A deputada negou que tenha escrito as mensagens encontradas em seu celular e “pediu que a Justiça descubra quem escreveu”. “Eu preciso saber quem matou meu marido. Eu não sei. Se eu soubesse, eu falaria aqui agora. Quem matou meu marido está desgraçando com minha vida. Eu não estou escondendo nada”, disse.

Flordelis disse que não se lembra do dia seguinte ao crime. “Me lembro de algumas coisas do dia do assassinato. Eu achava que teria sido roubo”, disse. A deputada ainda disse que estava no terceiro andar da casa quando ouviu tiros e uma gritaria e que quando chegou já estavam socorrendo o marido.

*Com informações do jornal Extra-Rio