Felipe Neto e Whindersson Nunes oferecem ajuda à menina de 10 anos estuprada pelo tio

O youtuber Felipe Neto e o humorista Whindersson Nunes ofereceram ajuda à menina de 10 anos estuprada pelo tio que passou por um aborto na noite deste domingo (16).

Felipe neto se comprometeu a pagar os estudos da menina até a faculdade.

“Não consigo parar de pensar na menina. Alguém da família, por favor, entre em contato pelo email da minha bio. Eu me disponho a arcar com tds os custos de educação dela até o fim da faculdade. Num mundo de injustiças e desigualdades, que ela possa receber a melhor arma possível. Eu não tenho ideia de como contactar a família. Se tivesse, não twittaria. Preciso que eles entrem em contato”, escreveu Felipe Neto no Twitter.

Já o humorista Whindersson Nunes se ofereceu para pagar o tratamento psicológico da menina até os 18 anos.

“A terra devia estar em paz com tantos Jesus nas redes sociais, tantos imaculados. Me preocupa o tanto de atrocidades q essa criança vai ouvir no decorrer da vida. Alguém da família entre em contato, quero ajudar com toda assistência piscologica até os 18 anos, tuitou.

A gravidez da menina foi interrompida com a aprovação da Justiça do Espírito Santo, que entendeu que a vontade da criança de suspender a gestação deveria prevalecer.

Neste domingo, extremistas estimulados pela bolsonarista Sara Winter tentaram impedir o aborto. O procedimento foi feito em hospital público de Recife, no Pernambuco.

Informações sobre criança de 10 anos que foi estuprada devem ser apagadas das redes

Sara Winter pode voltar à prisão após revelar hospital com criança de 10 anos estuprada

Janaina Pascoal chama Alexandre de Moraes de “animal”

Sobre o caso
Uma menina de 10 anos engravidou após ter sido estuprada em São Mateus, município no norte do Espírito Santo. O autor do crime é o tio de 33 anos da criança, que está foragido. O caso se tornou público depois que ela deu entrada no Hospital Roberto Silvares, em São Mateus, se sentindo mal. Enfermeiros perceberam que a garota estava com a barriga estufada, pediram exames e detectaram que ela estava grávida de cerca de 3 meses.

Em conversa com médicos e com a tia que a acompanhava, a criança relatou que o tio a estuprava desde os 6 anos. Ela disse que não havia contado aos familiares porque tinha medo, pois ele a ameaçava. O tio da menina já teve passagens pelo sistema prisional capixaba.