É tanto dinheiro que Flávio Bolsonaro nem lembra como comprou imóveis

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) afirmou ao Ministério Público do Rio (MP-RJ) que não se lembra de ter pago em dinheiro pela compra de dois apartamentos no bairro de Copacabana, no Rio de Janeiro, em 2011.

A afirmação revelada pelo O Globo foi em depoimento na investigação das “rachadinhas”; no escândalo que envolve o ex-assessor Fabrício Queiroz.

“Que eu me recorde, não”, afirmou. “Se eu não me engano, foi por transferência bancária esse sinal. Cheques. E, no dia, eu paguei as duas salas junto com a minha esposa no próprio cartório”.

Os promotores do caso descobriram que, no mesmo dia da compra foi registrada por R$ 310 mil, o vendedor efetuou um depósito de R$ 638 mil em dinheiro vivo em um banco que fica a uma rua do cartório onde foi lavrada a escritura.

A suspeita é que a venda foi registrada abaixo dos valores negociados, e o pagamento em espécie foi feito no momento da escritura e com dinheiro oriundo do esquema das rachadinhas.

LEIA TAMBÉM

Com informações do Globo.