Desembargador que humilhou guarda municipal volta ser flagrado sem máscara na praia

O desembargador Eduardo Almeida Prado Rocha Siqueira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), foi flagrado novamente andando sem máscara na praia de Santos (SP).

Siqueira foi fotografado sem o acessório de proteção nesta quarta-feira (5). A autora das imagens que não quis se identificar, relatou que o desembargador estava caminhando pela faixa de areia, com a máscara no pescoço, enquanto falava ao celular.

LEIA TAMBÉM
STF deixa Lula cada vez mais candidato a presidente em 2022

Lava Jato: Bretas prende secretário de Transportes de Doria

STF libera acesso a Aécio Neves a delações premiadas em investigação

Em Santos, um decreto municipal obriga o uso de máscara em locais públicos para evitar a propagação do novo coronavírus. Quem for flagrado sem o equipamento de proteção pode ser multado em R$ 100. O valor dobra quando for reincidente.

No mês passado, Siqueira rasgou e jogou no chão uma multa aplicada pela guarda municipal por caminhar na faixa de areia da praia de Santos sem máscara e ainda se referiu ao oficial como “analfabeto”. O desembargador também tentou dar uma “carteirada” ao ligar para o secretário municipal de Segurança Pública, Sérgio Del Bel. O caso ganhou repercussão nacional devido a um vídeo viralizado na internet.

A conduta de Siqueira está sendo investigada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Com informações do G1